Não, não estamos falando claramente de nenhum animal. Seres desse reino vivem pouco se comparados com as plantas. Para você ter ideia, o bichinho mais velho do mundo, reconhecido pelo Guinness World Records, é uma tartaruga chamada Jonathan. Ela vive na ilha de Santa Helena e acaba de completar 191 anos – ou seja, muito longe dos 12 mil anos citados no subtítulo.

O “King Clone” é, na verdade, um arbusto localizado no deserto de Mojave, na Calfórnia, nos Estados Unidos. Para ser mais exato, trata-se de um anel de creosoto.

Embora o exemplar original tenha morrido, os arbustos ao seu redor são clones diretos – por isso o nome.

Os pesquisadores acreditam que essa vegetação rasteira tenha começado a crescer há impressionantes 11.700 anos. Esse é o período no qual a agricultura humana começou.

publicidade

Como foram feitos os testes

Para testar a idade da planta, os pesquisadores mediram quanto tempo leva para os arbustos crescerem em formato de anel.

Além disso, eles realizaram testes de radiocarbono no centro do arbusto. Ambos os métodos levaram à conclusão de que eles estavam realmente estudando uma planta muito antiga.

Leia mais

De acordo com o professor Frank Vasek, da Universidade da Califórnia, responsável pela descoberta, esse arbusto deve ter sido uma das primeiras formas de vida a expandir-se pelo deserto de Mojave após a última era glacial.

Outros vegetais antigos

  • Embora realmente velho, o “King Clone” não é o organismo mais antigo da Terra .
  • Ele perde, por exemplo, para o “Pando“, um enorme bosque de álamos em Utah.
Crédito: Janis Connell – Shutterstock
  • Cientistas estimam que essa pequena floresta de uma árvore só tenha algo em torno de 14 mil anos de idade!
  • Outra árvore muito antiga também fica nos Estados Unidos, em Nevada, próximo ao deserto de Mojave.
  • E o nome dela é bastante sugestivo: “Matusalém”.
Esse é o Pinheiro Matusalém. Imagem: Oliclimb/Shutterstock
  • É um pinheiro que já viveu mais de 4800 anos.
  • Aqui no Brasil, a nossa espécie mais antiga recebeu o nome de “Patriarca da Floresta”.
  • É um jequitibá-rosa com 42 m de altura, localizado em Santa Rita do Passa Quatro, a cerca de 245 km de São Paulo.
  • Acredita-se que a espécie tenha algo em torno de 3 mil anos de idade – outros pesquisadores falam em mil.

As informações são do IFL Science.