A LeoLabs, uma pioneira no monitoramento de objetos na órbita baixa da Terra, acaba de receber um reforço significativo para sua tecnologia de rastreamento de satélites alimentada por inteligência artificial (IA). Agora, após o novo financiamento obtido (de US$ 29 milhões, ou seja, aproximadamente R$ 150 milhões), a empresa vai ter para esses trabalhos, no total, cerca de US$ 121 milhões, (por volta de R$ 626 milhões).

Dan Ceperley, CEO da LeoLabs, afirmou que os recursos serão destinados ao aprimoramento da infraestrutura e do software. Nos planos da empresa, também há o desenvolvimento de aplicações para usuários finais e ampliação das parcerias.

Leia também:

IA ajudando a rastrear satélites

Utilizando algoritmos de IA, a LeoLabs oferece insights precisos para operadores espaciais, possuindo o maior catálogo orbital comercial do planeta. Além disso, a empresa fornece com muita precisão alertas sobre potenciais colisões.

publicidade

Essa nova rodada de financiamento destaca a crescente preocupação com a segurança e a gestão do espaço orbital. Não só para especialistas da área de exploração aeroespacial, como também para investidores.

Área em expansão

Per Roman, sócio-gerente da GP Bullhound e líder da rodada de investimento, enfatiza que o setor espacial está entre as áreas de maior crescimento atualmente. Ele alerta para a necessidade de uma gestão cuidadosa para prevenir impactos ambientais no espaço que possam repercutir na Terra.

A ferramenta de visualização de órbita terrestre baixa da LeoLabs se apresenta como uma solução muito importante para o entendimento dos desafios espaciais. Em um vídeo recente, a empresa mostrou uma projeção temporal do crescimento de objetos na órbita baixa da Terra (entre 1957-2025):

Dotada de IA avançada, a tecnologia de rastreamento de satélites e outros objetos espaciais recebeu reconhecimento do Comando do Sistema Espacial dos EUA. A autoridade norte-americana selecionou a LeoLabs para um importante programa Acelerador (que tem entre os interesses ferramentas de identificação de combate e gerenciamento de batalhas espaciais).