O crescente aumento das vendas de carros elétricos passou a ser um dado importante para que as cidades brasileiras invistam cada vez mais em infraestrutura compatível com essa realidade. 

Em 2023, as vendas de carros elétricos no Brasil bateram recorde, com um aumento de 91% em relação a 2022, segundo informações da ABVE (Associação Brasileira do Veículo Elétrico).

Vídeo relacionado

Leia mais:

Se você tem ou pretende adquirir um carro elétrico, saiba se o local onde vive está no ranking das melhores cidades brasileiras para comportar veículos com essa tecnologia.

publicidade

Devido à carga tributária elevada, os carros elétricos são consideravelmente mais caros no Brasil do que noutros países. Entretanto, isso não impediu o crescimento das vendas, as vantagens e os benefícios que os carros elétricos apresentam.

Linha de produção de carros elétricos da Tesla
Linha de produção de carros elétricos (Imagem: Steve Jurvetson/Flickr)

As vendas de carros elétricos aumentam no Brasil devido a:

publicidade
  • Preocupação com o meio ambiente
  • Preço alto dos combustíveis
  • Incentivos do governo para a produção de veículos 100% elétricos
  • Aumento da participação de mercado dos veículos eletrificados 

E entre os benefícios, temos:

  • Menos poluentes
  • Mais silenciosos
  • Consumo de energia mais eficiente
  • Custos de abastecimento menores
  • Manutenção e eventuais consertos mais baratos
  • Manutenção simplificada

Se está convencido com esse panorama, veja a seguir as melhores cidades para se ter carros elétricos.

publicidade

1- São Paulo (SP)

triciclo elétrico
Triciclo elétrico Grilo Mobilidade promete facilitar o dia a dia das pessoas com pequenos deslocamentos de forma sustentável. Imagem: Divulgação

A capital do estado é uma das melhores cidades brasileiras para se ter um carro elétrico. São Paulo tem o maior número de veículos elétricos do Brasil, com 23.772 unidades. E também oferece incentivos fiscais e uma infraestrutura de carregamento em crescimento. 

Só no ano de 2023, foram 15.648 de carros elétricos vendidos em São Paulo, que tem uma infraestrutura de carregamento em crescimento. No entanto, a cidade ainda não tem uma rede de abastecimento tão extensa quanto algumas cidades menores na Europa e nos Estados Unidos. 

Para carregar um veículo elétrico em São Paulo, primeiro é preciso solicitar um cartão de mobilidade elétrica. 

Em setembro de 2023, as empresas Zletric e 99 inauguraram um centro de recarga na região da Av. Paulista, em São Paulo. O centro tem 11 pontos: 8 plugs de carregamento lento (7 horas para 100% da bateria) e 3 ultrarrápidos (50 minutos para a carga total). 

As rodovias de SP também ampliaram pontos de recarga para carros elétricos. A Via Dutra (BR-116) tem 10 pontos de recarga, instalados em postos de serviço ao longo da rodovia. Ao todo, são 15 pontos de recarga nas rodovias concedidas de São Paulo: 

  • Ecopistas – são cinco pontos na malha da concessionária
  • Ecovias – três pontos
  • ViaRondon – um ponto
  • Rodovias do Tietê – seis pontos 

A cidade de São Paulo tem 110 pontos de carregamento, incluindo 8 carregadores lentos e 3 carregadores ultrarrápidos. O primeiro posto 100% elétrico do Brasil foi inaugurado no final de 2022, na Rua Oiti, 72, no bairro Jardim Anália Franco.

2- Brasília (DF)

Frota de veículos elétricos
Programa VEM DF recebe 16 Renault Twizy para servidores públicos do governo do Distrito Federal. Imagem: Renault/Divulgação.

Brasília está em segundo lugar no ranking de cidades brasileiras com mais vendas de carros elétricos. Isso faz com que invista cada vez mais em infraestrutura para atender tal demanda.

Em 2023, foram vendidos 6.401 carros elétricos em Brasília. A cidade tem pontos de recarga de carros elétricos em estacionamentos públicos, centros comerciais e áreas residenciais. 

Também tem estações individuais de recarga para carros elétricos em algumas vagas de garagem de apartamentos. 

A montadora chinesa BYD anunciou a construção de um eletroposto próximo ao Aeroporto Internacional Presidente Juscelino Kubitschek. 

Em 2019, a cidade recebeu o projeto-piloto VEM DF, que disponibilizou veículos elétricos e eletropostos para servidores do GDF pré-cadastrados. Os postos públicos de recarga de veículos elétricos instalados em prédios públicos do DF em 2019 serão reativados. 

Até setembro de 2023, o Departamento de Trânsito (Detran-DF) registrou 3.179 veículos elétricos e híbridos no Distrito Federal, um aumento de 45% em relação a 2022. 

3- Rio de Janeiro (RJ)

carro elétrico da PM do Rio de Janeiro
Carro elétrico que a BYD ofereceu para a Polícia Militar do Rio testar como viatura Imagem: Divulgação/PMERJ

O Rio de Janeiro tem infraestrutura para carros elétricos, incluindo:

  • Pontos de recarga ultrarrápida e rápida
  • Postos de recarga públicos em estacionamentos, shoppings e postos de combustível
  • Pontos de abastecimento para carros elétricos com carregadores de alta potência
  • Uma rede pública de estações de carregamento para veículos elétricos 

A Câmara Municipal do Rio de Janeiro aprovou um projeto de lei que torna obrigatória a instalação de pontos de recarga para veículos elétricos ou híbridos plug-in em novos edifícios. 

Em 2023, 4.335 carros elétricos foram vendidos no Rio de Janeiro, a terceira cidade com mais vendas desses modelos.

A capital carioca tem 49 pontos de carregamento para carros elétricos. A Volvo inaugurou a sua primeira estação de carregamento rápida no estado do Rio de Janeiro em maio de 2023. O carregador mais recente em Rio de Janeiro é o Charge point Eneco, adicionado em setembro de 2023.

A Prefeitura do Rio de Janeiro está instalando uma rede piloto de oito postos de carregamento ultra rápidos em diferentes bairros da cidade. Os postos de carregamento vão servir utilizadores de carros híbridos e elétricos, moradores locais e turistas, bem como frotas logísticas e carros de aplicações. 

A Via Dutra (BR-116) tem dez pontos de carregamento instalados em postos de serviço ao longo da rodovia que liga o Rio a São Paulo

4- Belo Horizonte (MG)

No ano passado, 3.689 unidades de carros elétricos foram vendidos em Belo Horizonte. A capital mineira tem infraestrutura para carros elétricos, incluindo:

  • Euroville: Uma das maiores infraestruturas de recarga para carros híbridos e elétricos do Brasil
  • Cemig SIM: Três eletropostos públicos, incluindo um no Mercado Central
  • Volvo: Sete eletropostos, incluindo um no corredor entre São Paulo e Belo Horizonte 

A Raízen Power e a BYD também firmaram uma parceria para acelerar a mobilidade elétrica no Brasil. O acordo inclui a construção de hubs de recarga Shell Recharge em oito capitais nos próximos três anos. 

Belo Horizonte tem 11 pontos de carregamento para carros elétricos. Três shoppings da cidade oferecem 10 vagas gratuitas. A rede Assaí Atacadista também tem dois pontos de recarregamento gratuitos na loja Belvedere. 

Além disso, a Cemig SIM instalou três eletropostos públicos em Belo Horizonte, um no Mercado Central, outros no Supermercado Super Nosso (unidade Lourdes) e o terceiro na Concessionária AvantGarde (Bairro Santa Lúcia).

5- Campinas (SP)

Campinas é a primeira cidade a aparecer na lista que não é uma capital. No ano passado, entre todas as cidades brasileiras, ficou em sexto lugar na venda de carros elétricos, com um total de  2.042 veículos vendidos.

Campinas tem infraestrutura para carros elétricos, incluindo:

  • Quatro novas estações de recarga, duas no Parque D. Pedro Shopping e duas no Instituto de Otorrinolaringologia & Cirurgia de Cabeça
  • Um eletroposto para carros eletrificados inaugurado pela Tereos em 14 de dezembro de 2023
  • Um eletroposto de carga rápida em uma rodovia, que utiliza energia solar para recarregar os veículos elétricos
  • Uma rede de 100 pontos de eletricidade para o abastecimento de veículos elétricos, desenvolvida pela CPFL Energia 

Os eletropostos permitem o carregamento rápido dos veículos, reabastecendo 80% da bateria em meia hora. Inicialmente, os equipamentos serão compatíveis com os carros elétricos fabricados com plug tipo 2, o que inclui as montadoras Renault, BYD e BMW.

Santa Catarina também é destaque

Por fim, o estado de Santa Catarina merece destaque como um todo. É um dos que mais investe em infraestura para abrigar carros elétricos. Santa Catarina conta uma das maiores rotas eletrificadas do Brasil, mais de 1.500 quilômetros de estradas com estações de recarga semi rápidas (com a duração do carregamento de 80% de um veículo entre 3 e 8 horas) e rápidas (entre 30 e 40 minutos).

Um projeto lançado pela Celesc e o governo estadual prevê investimentos de R$ 6 milhões para instalar 10 novas estações de recarga em todas as regiões do estado. A parceria é com a Fundação CERTI, que já tem desenvolvido uma série de projetos junto à indústria com relação à mobilidade elétrica.

O Beiramar Shopping, em Florianópolis, tem o maior ponto de recarga para carros elétricos do Sul do Brasil, com cerca de mil carros carregados por mês. 

A infraestrutura de recarga é o maior obstáculo para os motoristas catarinenses que querem comprar um carro elétrico. A startup Mobilis, com sede em Florianópolis, desenvolveu um modelo de carro elétrico 100% nacional, abastecido por uma bateria de lítio.