Uma pesquisa encomendada pela empresa de saúde Athenahealth revelou os médicos dos Estados Unidos se sentem cansados, com sobrecargas de trabalho e burnout (síndrome de exaustão por conta do trabalho). A boa notícia é que a maioria se sente otimista de que a IA pode aliviar parte dessa carga no trabalho no futuro.

Leia mais:

publicidade

Médicos com burnout

A pesquisa entrevistou 1.003 médicos online entre 23 de outubro e 8 de novembro. Os resultados foram divulgados pela CNBC, com dados desfavoráveis aos médicos americanos:

  • 90% deles sentem burnout “regularmente”;
  • O principal motivo citado é o excesso de tarefas administrativas e “papelada”: 64% afirmam que ficam sobrecarregados com essas atividades;
  • 60% sentem que não tem tempo mais para os pacientes;
  • Ainda segundo a pesquisa, os profissionais passam em média 15 horas por semana trabalhando fora do expediente normal;
  • 60% dos médicos cogitam deixar a área de saúde por conta disso.
Imagem: Shutterstock/LALAKA

IA pode ajudar — mas com ressalvas

O relatório também mostra que a IA pode ser um alívio para as principais queixas: 83% dos médicos entrevistados acredita que a tecnologia pode ajudar, seja agilizando o trabalho administrativo, melhorando diagnósticos e mais.

publicidade

Porém, há preocupações. Alguns temem que a IA provoque a perda de sensibilidade humana no setor da saúde e 70% se diz preocupada com o uso em alguma etapa do processo de diagnóstico.

Ainda assim, 80% acreditam que a tecnologia pode ajudar a gerenciar a carga de trabalho dos pacientes.

publicidade

Em comunicado, a diretora médica da Athenahealth, Dra. Nele Jessel, lembrou que, para a IA funcionar na saúde, os médicos têm que ter mais vantagens que encargos adicionais.