Rogai por Nós (2021) é um filme de terror e assombração escrito e realizado por Evan Spiliotopoulos. O filme conta a história de Alice, uma jovem com deficiência auditiva que, após uma suposta visita da Virgem Maria, é inexplicavelmente capaz de ouvir, falar e curar os enfermos. 

O filme estreou na Netflix em 01 de março de 2024 e tem feito sucesso entre os assinantes. Embora tenha tido uma recepção fraca nos cinemas, tanto por parte dos críticos como dos espectadores, a história acabou por agradar ao público do streaming. 

Leia também:

Baseado no best-seller “Shrine”, livro publicado em 1983 por James Herbert, “Rogai por Nós” apresenta a estreia de Evan Spiliotopoulos na direção. Como roteirista, ficou conhecido por “Branca de Neve e o Caçador” (2012), “Hércules” (2014) e “A Bela e a Fera” (2017).

publicidade

Outro destaque é o produtor do filme, Sam Raimi, conhecido por ter realizado a trilogia “Homem-Aranha” e os três primeiros filmes da franquia “Evil Dead”. Raimi é considerado um dos realizadores contemporâneos mais criativos, devido à sua condução de câmaras, jogadas inusitadas e filmagens ousadas.

A luta do bem contra o mal vestida de terrorzinho

Rogai por Nós tem como protagonista, Jeffrey Dean Morgan, que interpreta Gerry Fenn, um jornalista decadente que busca rever a sua moral diante dos pares profissionais. 

Fenn decide investigar o fenômeno da jovem Alice (Cricket Brown), que cura os doentes. Enquanto a notícia se espalha, ele viaja para a cidade do interior da Inglaterra para investigar o fenômeno. O jornalista fracassado ganha uma oportunidade de voltar ao sucesso quando ele testemunha milagres sendo praticados.

No entanto, eventos sinistros começam a acontecer por toda parte. Logo eles percebem que não se trata da Virgem Maria, mas de uma força maligna e perigosa.

Cena do filme Rogai por Nós

Rogai por Nós em críticas

Rogai por Nós recebeu críticas mistas. Algumas análises dizem que o filme é irregular, com roteiro fraco, mas tem boas atuações e um argumento interessante. Outras críticas dizem que o filme não apresenta bem o passado e os objetivos da entidade que assombra os personagens, e que o filme desperdiça o poder da incerteza. 

Há ainda quem afirme que o filme tenta chocar a todo custo, com jump scares e com a deformidade física da personagem demoníaca. E ainda um dos maiores incômodos, o CGI (Computer Graphic Imagery), sigla em inglês para imagens geradas por computador, é uma das chamas digitais menos convincentes da história recente dos efeitos visuais do cinema norte-americano.

A mensagem do filme também divide o público, afinal tenta mostra as faces do mal e como este é capaz de se disfarçar de bom para enganar aqueles que não enxergam de uma forma mais profunda. É o famoso “lobo em pele de cordeiro”. Seria o mal ou o filme? Assista para tirar suas conclusões.

Ficha técnica

  • Título original: The Unholy
  • Direção: Evan Spiliotopoulos
  • Roteiro: Evan Spiliotopoulos e James Herbert
  • Produção: Sam Raimi
  • Gênero: terror
  • País: Estados Unidos
  • Ano: 2021
  • Duração: 99 minutos
  • Classificação: 14 anos

Elenco:

  • Jeffrey Dean Morgan: Como Gerry Fenn
  • Cary Elwes: Como Bispo Gyles
  • Cricket Brown: Como Alice
  • Diogo Morgado: Como Delgarde
  • Katie Aselton: Como Natalie Gates
  • William Sadler: Como Padre Hagan
  • Bates Wilder: Como Geary
  • Christine Adams: Como Monica Slade
  • Dustin Tucker: Como Dan Walsh

Onde assistir: Netflix. Assista o trailer oficial aqui.