As inteligências artificiais em carros podem não ter decolado (ainda), mas a tecnologia já está sendo aplicada para outras utilidades no trânsito. Uma nova IA vai monitorar o percurso de ciclistas e alertá-los se um carro estiver chegando perto de forma arriscada. Além disso, a tecnologia vai ajudá-los a se manter seguros e evitar acidentes.

Leia mais:

IA para bicicletas

A tecnologia é desenvolvida pela Velo AI, uma empresa fundada pelos especialistas de robótica e IA Clarke Haynes e Micol Marchetti-Bowick. Ambos já trabalharam em projetos de veículos autônomos da Uber.

A dupla resolveu aplicar a IA na segurança de ciclistas. O modelo foi batizado de Copilot e se baseia no sistema de processamento Raspberry Pi Compute Module 4.

publicidade

Com uma câmera na parte traseira, ele alerta os condutores sobre outros veículos nas ruas. Tecnologias semelhantes já existem. No entanto, a maioria é baseada em câmeras de radar, que distinguem quando outros carros se aproximam, mas não costumam dizer, por exemplo, se eles representam um risco para o ciclista.

Além disso, os sistemas atuais identificam a presença de veículos na rua, mas não diferenciam seu tamanho, se se trata de um ônibus ou um carro de passeio. A IA poderá dizer o tamanho e definir quanto espaço eles precisarão para passar de forma segura.

Veja como o Copilot alerta os motoristas:

Como a tecnologia foi treinada

Segundo os pesquisadores, o sistema baseado em IA pode dizer para um ciclista “muito mais sobre o que está acontecendo”. Eles a treinaram usando algoritmos computacionais e coletando um grande número de dados sobre as interações entre veículos em diferentes tipos de estradas (desde rodovias até ruas menos movimentadas).

Ciclistas “testadores” participaram da coleta de dados usando um protótipo da câmera com IA, fixada na bicicleta. Um dos desafios foi criar um modelo que não fosse pesado e não drenasse tanta bateria, para que pudesse aguentar longas viagens de bicicletas.

O resultado final é uma câmera que analisa o vídeo em tempo real e, dependendo do tipo de interação com outros veículos, dá alertas. Por exemplo, no caso de uma interação que pode colocar o ciclista em risco, luzes LEDs começam a piscar e um aviso sonoro chama a atenção do condutor.

Veja uma visão da câmera traseira do Copilot:

O que mais a IA para ciclistas pode fazer

  • O Copilot pode identificar o tipo de veículo que se aproxima, desde carros até outras bicicletas e pedestres. Assim, ele avalia o risco de acordo com o objeto;
  • Ele emite três tipos de alertas: “Following”, quando um veículo está se aproximando, mas não acelerando; “Approaching”, quando um veículo está acelerando, seja na direção da bicicleta ou ao lado dela; e “Overtaking”, quando um veículo vai passar a bicicleta e é necessário estar atento à proximidade;
  • Emite alertas visuais aos outros condutores que se aproximam da bicicleta;
  • Emite alertas também em smartphones, para que outros condutores com o modelo de IA possam ver veículos na estrada;
  • Grava os vídeos em uma qualidade de 1080p.
Câmera traseira com os alertas (Foto: Velo AI/Divulgação)

Mais informações e preço

Segundo o Arstechnica, a câmera com IA pesa 330 gramas e tem uma bateria útil de cinco horas.

O modelo custa US$ 400, quase R$ 2 mil.