A ciência já sabe que os pássaros podem voar por grandes distâncias sem parar. Mas qual é o tempo máximo que eles podem passar no céu sem precisar pousar? Um estudo foi realizado com andorinhões-comuns para obter esta resposta. Spoiler: o resultado vai te surpreender.

Leia mais

Voos das aves foram acompanhados por pesquisadores (Imagem: Anders Hedenström)

Pássaros foram monitorados durante período de migração

  • Durante o experimento, que durou anos, uma equipe de pesquisadores acompanhou 13 pássaros adultos durante a migração deles da Suécia para o sul do Saara no inverno, além do retorno para “casa”.
  • As aves foram equipadas com minúsculos registradores de dados configurados com acelerômetros.
  • Estes dispositivos registraram a atividade de voo, enquanto sensores de nível de luz seriam para fornecer a localização dos animais.
  • O estudo foi publicado na revista Current Biology.
  • As informações são do IFLScience.

Tempo total no ar

Os resultados comprovaram uma tese levantada na década de 1970 pelo ornitólogo galês Ronald Lockley. Os pesquisadores da Universidade de Lund, na Suécia, concluíram que os andorinhões-comuns podem passar 10 meses seguidos voando!

As aves rastreadas permaneceram em terra por apenas dois meses durante o período de um ano. Essas “paradas” tinham como objetivo se reproduzir.

publicidade

O estudo aponta que algumas aves ocasionalmente pousaram por curtos períodos nos 10 meses restantes, mas ainda passavam mais de 99,5% do tempo voando. Três dos andorinhões ficaram no ar durante todo o período de migração de 10 meses, um feito impressionante para uma ave que pesa apenas cerca de 40 gramas.

Os pesquisadores sugerem que a capacidade de voo está relacionada com as penas. As aves que pousaram não haviam mudado suas penas, enquanto aquelas que permaneceram no ar o tempo todo haviam passado por esse processo.

Se eles mudam ou não pode indicar pequenas diferenças em sua condição geral ou carga de parasitas, e explicar o comportamento de voo de aves individuais dentro da espécie. Os andorinhões comuns evoluíram para serem voadores muito eficientes, com formas de corpo simplificadas e asas longas e estreitas, gerando força de sustentação a baixo custo. Isso os ajuda a usar menos energia, embora possam obter um impulso rápido de insetos que também estão no ar.

Anders Hedenström, autor do estudo

Uma pergunta que ainda persiste (e que o experimento não pode responder) é se os pássaros dormem durante os voos ou se passam todos os 10 meses acordados. Segundo o autor do estudo, “eles podem fazer como o pássaro fragata e dormir enquanto planam. Ou talvez eles durmam durante um deslizamento em declínio, mas não temos certeza”.