Já pensou em viajar para o espaço de balão? Isso, balão mesmo. Desses que sobrevoam Boituva, no interior de São Paulo, ou Torres, no Rio Grande do Sul. Tem ainda os famosos passeios de balão na Capadócia, na Turquia.

É claro que o modelo é bem diferente, para suportar voos mais altos. E as pessoas não ficarão em cestos comuns – os engenheiros estão projetando cápsulas de última geração. Mas esse conceito que até ontem existia no papel apenas está prestes a estrear na vida real.

publicidade

Leia mais

A empresa espanhola EOS-X Space anunciou que deve iniciar voos comerciais a partir do terceiro trimestre do ano que vem. A companhia vai operar as suas cápsulas a partir de bases em Sevilha e Abu Dhabi, a capital dos Emirados Árabes Unidos.

publicidade

Apesar do anúncio, vale destacar que essa data ainda não é definitiva. A EOS-X afirma que os testes de validação da cápsula “ocorrerão em breve”, em colaboração com o Instituto Nacional de Tecnologia Aeroespacial da Espanha.

Dando tudo certo, teremos os primeiros humanos viajando de balão pra estratosfera a partir da segunda metade de 2025.

publicidade

Como deve funcionar

  • O balão será muito maior do que os tradicionais que usamos na Terra.
  • E ele ficará cheio de gás hélio.
  • A ideia é que esse gás vá se dissipando aos poucos, ajudando na descida gradual.
  • Já a cápsula pressurizada será feita de fibra de carbono e transportará sete passageiros e um piloto até uma altitude de cerca de 40.000 metros.
  • A essa altura, a curvatura da Terra e a escuridão do espaço sideral são claramente visíveis.
  • Lembrando que a estratosfera tem uma altitude de aproximadamente 50.000 metros.
  • A ideia é que o transporte seja lançado da base ao amanhecer, levando duas horas para subir, duas horas para navegar em altitude e mais uma hora para descer e pousar.
  • A cápsula EOS-X contará com assentos ergonômicos, janelas panorâmicas, iluminação ambiente, bar a bordo e banheiros.
  • E cada passageiro terá uma tela em seu assento, exibindo informações sobre o voo.
O interior da cápsula será luxuoso – Imagem: Divulgação/EOS-X Space

Preço (não caia da cadeira)

Sim, não será nada barato. Os passageiros terão que desembolsar entre US$ 160.550 a US$ 214.000 pela experiência. Fazendo a conversão, estamos falando em algo em torno de R$ 860 mil a R$ 1,15 milhão.

Além do voo no balão, os clientes (ricos) terão outras experiências dentro do pacote. A EOS-X Space vai receber as pessoas alguns dias antes do sobrevoo no seu complexo SpaceHub, na Isla de la Cartuja, em Sevilha.

publicidade

Lá, os passageiros ficarão hospedados em um hotel de luxo enquanto participam de atividades como passeios de avião com gravidade zero e simulações de missões espaciais usando óculos de Realidade Virtual. Depois de passarem por esses “testes”, aí sim eles viajarão de helicóptero para a base de lançamento.

A cápsula da empresa será de fibra de carbono – Imagem: Divulgação/EOS-X Space

Ah, e antes de encerrar o texto, vale explicar que essa viagem de balão cobrirá uma distância bem menor do que a nave turística de Elon Musk. Para você ter uma ideia, em 2021, a missão Inspiration4, da SpaceX, levou 4 civis a uma altura de 585 quilômetros, ou seja, 585 mil metros!

Bem mais do que o balão, que fica dentro da estratosfera. A nave, por outro lado, entra em órbita, de fato no espaço sideral.

As informações são do New Atlas.