O setor de turismo nos céus está sendo impulsionado bastante com a chinesa EHang e seus eVTOLs (veículos elétricos de pouso e decolagem na vertical – popularmente conhecidos como carros voadores). Isso foi reforçado em uma entrega recente de 27 unidades do modelo EH216-S em Wencheng, na China.

Em novas demonstrações de voo (que têm sido cada vez mais comuns atualmente), os veículos autônomos demonstraram um pouco mais do potencial dessa nova forma de transporte.

Vídeo relacionado

Leia também:

Diversos passageiros puderam experimentar o carro voador autônomo da empresa, em voos panorâmicos de baixa altitude. As demonstrações ocorreram no Baizhangji Fall & Feiyun Lake Scenic Resort, proporcionando aos participantes uma visão deslumbrante da paisagem montanhosa e alpina da região. Um lugar realmente bonito:

publicidade

O governo de Wencheng planeja utilizar essas aeronaves em sua iniciativa de turismo de baixa altitude. Este é o maior pedido até agora, parte de um contrato maior de 30 unidades, com planos para expandir a frota para 270 carros voadores até 2026.

Cidades apostam no turismo voador

O governo local já começou a desenvolver a infraestrutura necessária para suportar essas operações, incluindo plataformas de decolagem e pouso no resort Baizhangji. Wencheng busca se destacar como líder na economia de baixa altitude, um setor emergente que prevê o uso de aeronaves tripuladas e não tripuladas em altitudes inferiores a 1.000 metros para transporte, turismo, logística e resposta a emergências.

publicidade

Guangzhou, também na China, é outro exemplo do movimentado setor de eVTOLs. A cidade quer se tornar o principal polo de carros voadores no mundo. Do mesmo jeito que você pensa no Vale do Silício quando o assunto é inovação tecnológica, a ideia é “Guangzhou” surgir à mente quando você pensar sobre carros voadores.