Vai ficar mais fácil jogar games do Xbox sem ter um console: a Microsoft está disponibilizando o aplicativo Xbox TV em dispositivos Fire TV Stick da Amazon, dando acesso imediato a jogos na nuvem para assinantes do Xbox Game Pass.

É mais ou menos o que já dá para fazer com alguns modelos de TVs da Samsung, que também oferecem acesso aos jogos do console da Microsoft sem precisar de um Xbox.

publicidade

O aplicativo Xbox TV é compatível com os modelos de 2023 do Fire TV Stick 4K e o Fire TV Stick Max. Destes, apenas o primeiro está disponível no Brasil, mas, até o momento, o app não pode ser baixado pelo público brasileiro.

Streaming de jogos na nuvem via Xbox Cloud Gaming

Assinantes do Xbox Game Pass Ultimate (R$ 49,99 por mês) podem, com um Fire TV Stick e o app instalado, rodar games diretamente da TV. Basta sincronizar um controle com o dispositivo da Amazon, acessá-lo com uma conexão ativa com a internet, e curtir o jogo.

publicidade

Leia mais:

Os jogos rodam na nuvem, e a seleção de títulos é limitada aos que são disponibilizados dessa forma — nem todos os games que fazem parte do catálogo do Xbox Game Pass oferecem a opção de jogar via streaming. Mas os principais títulos publicados pela Microsoft oferecem essa opção, então é possível curtir Starfield, Forza Motorsport, Halo e muito mais.

publicidade

Com vendas em baixa, Microsoft quer levar games de Xbox a todos pelo streaming

As vendas da linha Xbox não estão agradando executivos da Microsoft, o que causou uma mudança nos rumos da divisão de games da gigante de tecnologia. Recentemente, a Microsoft passou a disponibilizar games para consoles anteriormente considerados rivais, como o PlayStation da Sony e o Nintendo Switch.

Com uma base instalada de consoles limitada, a Microsoft precisa encontrar novas formas de levar seus jogos ao grande público, especialmente após gastar US$ 70 bilhões na aquisição da Activision-Blizzard.

publicidade

O streaming de games é visto como uma das opções para o futuro da divisão Xbox. A ideia é que, ao disponibilizar jogos na nuvem para a maior quantidade de dispositivos — independentemente de serem ou não produzidos pela própria Microsoft —, a empresa consegue atrair mais assinantes para o Game Pass, tendo assim o serviço como uma importante fonte de receita.