Tesla lança autenticação em dois fatores para seus carros conectados

Montadora havia prometido novo recurso de segurança em agosto, após alguns episódios de invasão aos seus veículos por conexões Wi-Fi

Rafael Arbulu, editado por Fabiana Rolfini 07/10/2020 11h30
Tesla Model S Plaid
A A A

A autenticação em dois fatores - recurso de segurança que adiciona mais uma camada de proteção a um sistema online - chegou aos carros conectados da Tesla na terça-feira (6). Prometido pelo CEO Elon Musk em agosto, o recurso deve dificultar um pouco mais a vida de quem tenta “hackear” os automóveis da empresa, conhecidos pelos seus vários recursos online.


“A autenticação em dois fatores protege a sua conta da Tesla ao exigir uma forma secundária de verificação antes de você acessá-la”, explica a página de suporte da nova função de segurança. “Uma vez que a autenticação em dois fatores for acionada, você deverá informar as credenciais de acesso à sua conta e verificar a sua identidade por um outro dispositivo registrado sempre que quiser se logar”.

Segundo a página de suporte, há três formas de acionar a verificação, todas exigindo o uso de um aplicativo de autenticação como o Google Authenticator, por exemplo. Em uma delas, o app de autenticação lhe fornecerá uma senha, enquanto outra pedirá que você escaneie um QR Code. A terceira lhe fornecerá uma chave que você deverá inserir manualmente no app de verificação.

Reprodução

Tesla agora permite autenticação em dois fatores para as contas de proprietários dos carros da empresa. Imagem: Tesla/Reprodução

 

Falhas de segurança

Em 2016, pesquisadores conseguiram assumir o controle de um veículo da Tesla remotamente, aproveitando-se de falhas de segurança no sistema do automóvel. Na ocasião, as invasões eram objetos de teste, mas exemplificaram como um hacker poderia conduzir um ataque. A Tesla chegou a enviar atualizações corrigindo os problemas, mas ainda não havia uma forma de prevenir essas intrusões.

Em ambas as situações, é importante ressaltar que as invasões foram conduzidas após os carros se conectarem às redes Wi-Fi públicas, mas o fato de existir tal possibilidade incomodou a funcionários e investidores da empresa.

Cerca de um ano depois, em uma conferência do setor, Elon Musk afirmou que prevenir “uma invasão total de frota” era uma das mais altas prioridades da Tesla. Desde então, o tópico da segurança tem pautado discussões sobre os veículos da empresa nas redes sociais.

 

Fonte: Electrek / Tesla

Tesla carros autônomos carros e tecnologia elon musk cibersegurança
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você