Estudo propõe nova teoria sobre origem da água na Terra

Cientistas franceses identificou rochas espaciais responsáveis por trazer a água, que estaria presente desde o início do planeta

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 31/08/2020 09h51
Planeta Terra
A A A

O planeta Terra tem 70% de sua superfície coberta por água. Apesar de a substância ser fundamental para a vida como conhecemos, sua origem ainda é incerta. Um novo estudo francês publicado na revista Science, porém, pode ter identificado qual rocha espacial foi responsável por trazer a água ao planeta. Além disso, contrariando as teorias atuais, a pesquisa concluiu que a água está presente na Terra desde a sua formação.


Segundo os modelos de formação do Sistema Solar, os grandes discos de gás e poeira que giravam em torno do Sol e eventualmente formaram os planetas internos eram quentes demais para sustentar o gelo. Isso explicaria as condições áridas de Mercúrio, Vênus e Marte, mas não os vastos oceanos e a atmosfera úmida do nosso planeta.

Por conta disso, foi teorizado que a água chegou depois à Terra. Os responsáveis por isso seriam os meteoritos conhecidos como condritos carbonáceos, ricos em minerais hídricos. Porém, sua composição química não é muito parecida com as rochas do planeta. Além disso, eles se formam na parte externa do Sistema Solar, tornando-os ainda menos prováveis de terem atingido a Terra primitiva.

ReproduçãoPesquisadores podem ter encontrado os meteoros responsáveis pela formação da Terra. Foto: Shutterstock

Blocos de construção planetários

A equipe de pesquisa, liderada pela cosmoquímica Laurette Piani, encontrou outro grupo de meteoritos chamados condritos enstatites. Eles possuem uma combinação química muito próxima das rochas terrestres, com isótopos semelhantes ao oxigêniotitânio e cálcio. Isso indica que eles eram os blocos de construção da Terra e dos demais planetas internos.

No entanto, como as rochas se formaram muito próximo ao Sol, acreditava-se que elas eram muito secas para serem responsáveis pelos reservatórios de água no planeta. Para testar isso, Piani e sua equipe do Centro Recherches Petrographiques et Geochimiques (CRPG) usaram uma técnica chamada espectrometria de massa para medir o conteúdo de hidrogênio em 13 condritos enstatites.

Atualmente, as rochas são muito raras, constituindo apenas cerca de 2% dos meteoritos conhecidos, além de ser difícil encontrá-los em condição intocadas e não contaminadas. Os pesquisadores, porém, descobriram que as rochas continham hidrogênio suficiente para fornecer à Terra pelo menos três vezes a massa de água dos oceanos.

Reprodução

Composição isotópica dos oceanos foi considerada consistente com uma mistura contendo 95% de água dos meteoros. Foto: Ivan Kurmyshov/Shutterstock

“Descobrimos que a composição isotópica dos hidrogênio dos condritos enstatites é semelhante à da água armazenada no manto terrestre”, destacou Piani. A composição isotópica dos oceanos foi considerada consistente com uma mistura contendo 95% de água dos meteoros, mais uma prova de que eles eram responsáveis pela maior parte da água do planeta.

Por fim, Piani acrescentou que a pesquisa não exclui a adição posterior de água por outras fontes, mas indica que os condritos enstatites contribuíram significativamente para a quantidade de água da Terra no momento em que o planeta se formou.

Via: Voice of America

Terra água Sol meteoro Planetas Sistema Solar oceanos
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você