Nasa enfrenta um desafio: melhorar o cheiro do banheiro da Orion

A espaçonave que levará a tripulação da missão Artemis até a Lua só tem um toalete, que terá que ser dividido por quatro adultos numa viagem de 386 mil quilômetros

Renato Mota 23/09/2020 19h09
Orion
A A A

O coração da missão Artemis, a nave espacial Orion levará a tripulação para a órbita lunar e de volta à Terra, depois de cumprido o objetivo de levar a primeira mulher para a Lua. Ela foi construída para levar os astronautas em segurança e suportar o calor extremo experimentado na reentrada na atmosfera. Mas tem um problema: o banheiro.


De acordo com Jason Hutt, chefe de engenharia da Nasa no desenvolvimento da cápsula, os engenheiros precisam descobrir como tornar o vaso sanitário menos fedido. A Orion tem o tamanho de um barco pequeno, e quatro adultos terão que revezar o "Sistema Universal de Gerenciamento de Resíduos" durante uma viagem de 386 mil quilômetros.

"Se você quiser recriar o cheiro de uma nave espacial, pegue algumas fraldas sujas, algumas embalagens de comida para micro-ondas, um saco de vômito usado e algumas toalhas suadas, coloque-os em uma lata de lixo de metal velha e deixe assar no Sol de verão por dez dias", escreveu Hutt no Twitter. "Então abra a tampa e respire fundo".

Nasa/Divulgação

O Sistema Universal de Gerenciamento de Resíduos (Universal Waste Management System, ou UWMS). Imagem: Nasa/Divulgação

Um protótipo do banheiro será enviado para a Estação Espacial Internacional na próxima semana, onde os astronautas irão fazer um "test drive" para garantir que ele seja compacto, eficiente e não muito fedorento. "Você não pode simplesmente abrir uma janela sempre que algo cheirar mal", brinca Hutt.

O design não é muito diferente do sistema que já existe na ISS: como não há gravidade para ajudar a liberar os resíduos, ele usa ventiladores motorizados para sugar a urina e as fezes dos astronautas. "O odor é realmente causado pelos compostos químicos liberados pelos dejetos humanos quando vazam pelo filtro que supostamente remove esses compostos", explica Hutt.

Ironicamente, no espaço, um dos recursos mais valiosos é... espaço. A Orion até tem lugar para guardar as fezes até o retorno para a Terra, mas a urina será despejada no cosmos, onde flutuará congelada para sempre – diferente do sistema da ISS, não haverá reaproveitamento da água. Os antigos ônibus espaciais tinham um protocolo parecido, mas durante os voos o xixi congelou na ventilação. Aquecedores especialmente desenhados resolveram esse problema.

Para garantir uma sucção potente dos dejetos, os ventiladores do banheiro da Orion são muito potentes – e consequentemente, barulhentos. O que nesse caso pode ser considerada uma vantagem, já que a única coisa que separa o usuário do resto da tripulação é uma fina porta de alumínio. O barulho pode trazer uma privacidade.

Via: Business Insider

Nasa Lua Orion artemis espaçonave Ciência&Espaço exploração espacial
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você