Ciência e Espaço

Satélites da Starlink

Satélites da Starlink aparecem como um cordão de luz no céu do Brasil

Rafael Rigues 04/02/2020 14h02
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Quarto grupo de satélites, lançado no último dia 29, foi visto no dia seguinte sobre Cascavel, no Paraná

Será um pássaro? Um avião? Uma invasão alienígena? Moradores das cidades de Auckland, na Nova Zelândia e de Cascavel, no interior do Paraná, observaram na quinta-feira passada (30/01) um estranho fenômeno no céu: um “cordão” de estrelas brilhantes, se movendo em conjunto.


Embora impressionante, o fenômeno tem uma explicação simples: as luzes são provenientes do quarto lote de 60 satélites da constelação Starlink, da SpaceX, lançados ao espaço a bordo de um foguete Falcon 9 um dia antes.

Logo após o lançamento os satélites orbitam por cerca de um dia a 290 km de altitude, enquanto testes são realizados. E embora não tenham luz própria, neste período eles estão no “ponto exato” para refletir a luz do sol e serem visíveis em solo.

Depois dos testes os satélites funcionais são manobrados para suas posições definitivas, a 550 km de altitude, quando não são mais visíveis. Quaisquer satélites defeituosos são deixados na órbita inicial e eventualmente são incinerados ao reentrar na atmosfera.

A SpaceX pretende usar a Starlink para fornecer um serviço de acesso rápido à internet em qualquer lugar do planeta. Atualmente 242 satélites estão em órbita, mas a constelação inicial contará com 1.600 satélites, com uma previsão de 12 mil em meados da década e mais de 40 mil nos anos seguintes.

Fonte: UOL 

Banda Larga Satélites spaceX Starlink
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você