Coronavírus: Google fecha temporariamente seus escritórios na China

Medida incluirá escritórios na China continental, Taiwan e Hong Kong

Vinicius Szafran, editado por Liliane Nakagawa 29/01/2020 17h30
Coronavírus
A A A

O Google está fechando temporariamente todos os seus escritórios na China devido ao surto de coronavírus. A paralisação inclui todos os escritórios na região continental do país, além de Hong Kong e Taiwan. A medida foi confirmada pela empresa ao The Verge nesta quarta-feira (29).


Atualmente, os escritórios estão fechados para o feriado prolongado do Ano Novo Lunar, uma medida que o governo chinês adotou para ajudar a reduzir a propagação do vírus, incentivando a população a ficar dentro de suas casas e evitar viagens.

Um porta-voz do Google diz que a empresa agora planeja manter seus escritórios fechados de acordo com as orientações do governo, e também colocou restrições temporárias às viagens de negócios em voos para a China continental e Hong Kong.

A empresa também está aconselhando seus funcionários que estão no país atualmente e aqueles que têm familiares imediatos retornando da China a voltarem para casa o mais rápido possível, além de trabalhar em casa por pelo menos 14 dias a partir da data de partida.

A medida marca a mais recente escalada nos esforços da indústria de tecnologia para reduzir os riscos relacionados ao vírus. Segundo as autoridades de saúde, o coronavírus se originou na província de Wuhan, e já levou a pelo menos 132 mortes e mais de seis mil casos confirmados.

Reprodução

Devido aos estreitos laços do setor de tecnologia com a China, maior mercado mundial da internet e centro de fabricação, os funcionários de tecnologia costumam viajar de e para o país com frequência, e quase todas as grandes empresas do setor mantêm escritórios em território chinês.

Embora o Google não opere muitos de seus serviços web mais populares na China devido a tensões históricas com o governo chinês, a empresa tem quatro escritórios oficiais no país. A gigante das buscas também mantém uma forte presença na China em relação aos seus esforços de hardware, porque muitas equipes de produtos responsáveis por dispositivos, como os telefones Pixel e alto-falantes do Google Home, trabalham com fornecedores e fabricantes chineses.

A Apple e o Facebook restringiram viagens de funcionários nesta semana, com o CEO da Apple, Tim Cook, fazendo o anúncio em uma chamada de ganhos com investidores ontem. A Apple também disse que fechou pelo menos uma loja de varejo na China e está medindo a temperatura de seus funcionários regularmente e limpando agressivamente os escritórios e lojas. O Google ainda não deu uma declaração oficial sobre o vírus.

Várias outras empresas dos setores de eletrônicos, transporte, entretenimento e fabricação de carros também estão interrompendo as operações e limitando as viagens de funcionários, incluindo estúdios de cinema e até parques temáticos da Disney. A United Airlines e a American Airlines começaram a cancelar os próximos voos dos EUA para a China devido às quedas acentuadas na demanda dos consumidores, assim como a British Airways e a Lufthansa.


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Google Vírus China doença coronavirus
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você