Coronavírus sobrevive no ar por até 30 minutos, dizem cientistas

Em ambientes fechados, vírus pode infectar pessoas a até 4,5 metros de distância de um doente. Fora do corpo, ele pode sobreviver dois a três dias em superfícies como vidro, metal, tecido, plásticos e papel

Rafael Rigues, editado por Liliane Nakagawa 11/03/2020 13h06
Coronavírus
A A A

Um estudo feito por pesquisadores chineses concluiu que o coronavírus causador da Covid-19, que já infectou mais de 120 mil pessoas em todo mundo e causou mais de 4.300 mortes, pode sobreviver por até 30 minutos no ar e por “dias” em vários tipos de superfícies, além de se espalhar a uma distância maior que o originalmente estimado.


O estudo foi feito analisando o caso de uma pessoa infectada que embarcou em um ônibus para uma viagem de longa distância na China e infectou 13 outras pessoas durante a jornada. Câmeras de vigilância no ônibus mostraram que o paciente não interagiu com nenhuma destas pessoas durante a viagem, e que algumas delas estavam a até 4,5 metros de distância dele.

Além disso, outro passageiro, que embarcou no mesmo ônibus 30 minutos após o paciente original desembarcar, também foi infectado. Ele então pegou outro ônibus, e infectou mais duas pessoas que, novamente, estavam a cerca de 4,5 metros de distância.

Segundo o jornal South China Morning Post, que noticiou a pesquisa, uma possível razão é que em um ambiente fechado o fluxo de ar é gerado principalmente pelo sistema de ar-condicionado. Ar quente subindo do chão pode transportar gotículas com o vírus a distâncias maiores do que o esperado.

A descoberta sugere que precauções recomendadas pelas autoridades de saúde de países como a Itália, como manter uma distância de 1 metro de outras pessoas durante situações sociais, podem não ser eficazes para combater a doença.

Os especialistas também descobriram que a uma temperatura de 36,6 °C o vírus pode se manter vivo em superfícies como vidro, metal, tecido, plásticos e papel por dois ou três dias. Além disso, fezes humanas e fluidos corporais podem abrigar o vírus por mais de cinco dias.

Apesar das novas descobertas, as principais recomendações para prevenção continuam as mesmas: quem estiver doente deve usar uma máscara sempre que sair de casa. Pessoas devem evitar tocar em superfícies em locais públicos, e não tocar o rosto sem antes higienizar as mãos com água e sabão ou álcool gel.

Fonte: Gulf News


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Saúde Medicina Pesquisa China coronavirus
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você