Caixa Auxilio Emergencial

Covid-19: Caixa bloqueia transferência de auxílio emergencial para outros bancos

Matheus Luque 21/05/2020 21h46
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Presidente da Caixa afirmou que famílias estavam transferindo o dinheiro para conhecidos, driblando o calendário de saques planejado para evitar aglomerações nas agências

A Caixa Econômica Federal colocou restrições no auxílio emergencial de R$ 600, distribuído pelo governo na tentativa de minimizar os efeitos da crise causada pela pandemia de Covid-19. O banco anunciou que vai impedir cidadãos que recebem o benefício pela poupança digital de fazer a transferência para outra conta.


Quem receber a segunda parcela só poderá fazer transferência para outro banco a partir de 30 de maio. Quem não faz parte do Bolsa Família vai receber essa parcela por meio da poupança digital, mesmo que tenha cadastrado um conta de outro banco.

O pagamento do auxílio emergencial está sendo distribuído em três parcelas de R$ 600 (R$ 1.200 no caso de mães chefes de família). Para quem recebeu a primeira parcela até o dia 30 de abril, a segunda parcela começou a ser paga nesta semana.

Pedro Guimarães, presidente da Caixa, explicou que a medida foi adotada porque as famílias estavam transferindo o dinheiro para conhecidos e, assim, driblando o calendário de saques formulado para evitar aglomerações nas agências.

No entanto, a lei que criou o benefício garante a operação. O texto diz que é garantida "no mínimo uma transferência eletrônica de valores ao mês sem custos para conta bancária mantida em qualquer instituição financeira habilitada a operar pelo Banco Central".

Reprodução

Aplicativo Caixa Tem. Foto: Olhar Digital

A Caixa foi questionada sobre a proibição da transferência até o próximo dia 30, e respondeu que "as regras definidas para o pagamento da segunda parcela do auxílio emergencial seguem o estabelecido pela portaria nº 386 do Ministério da Cidadania, publicada no Diário Oficial da União no dia 15 de maio de 2020".

"A Caixa informa ainda que a organização do pagamento das novas parcelas do auxílio emergencial visa evitar aglomerações nas agências bancárias e contribuir para a observância das medidas de proteção à saúde da população e de segurança no sentido de evitar a propagação da Covid-19", disse o banco, em nota.


Via: UOL



Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Brasil Governo caixa banco central do brasil coronavirus covid19 auxílio emergencial caixa tem
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você