Covid-19: uso de máscaras pode reduzir em até 40% o aumento de casos

Estudo indica que cidade conseguiu impedir o crescimento do número de infectados após tornar obrigatório o uso de máscara

Luiz Nogueira 07/07/2020 09h07
Máscara de proteção
A A A

De acordo com um novo estudo realizado na Alemanha, uma cidade chamada Jena conseguiu reduzir em 40% a taxa de crescimento dos casos do novo coronavírus apenas tornando obrigatório o uso de máscaras de proteção.


A decisão foi tomada em meio a uma nova onda de contaminados no país – 1.500 novos casos em poucos dias. O resultado da pesquisa, que foi publicada no portal VoxEU, reforça a importância do uso da proteção facial, bem como sua eficácia no combate à Covid-19.

A cidade, que fica localizada a 220 quilômetros de Berlim e conta com 100 mil habitantes, foi analisada para que a evolução das ocorrências da doença pudesse ser coletada. Lá, o uso obrigatório de máscaras foi implementado em 6 de abril, enquanto o restante da Alemanha aderiu às obrigatoriedades em 27 de abril.

"Se observarmos o número de casos da Covid-19 em Jena, as máscaras podem ter um efeito positivo. O número de novas infecções registradas caiu para quase zero nos dias seguintes", declaram as equipes de pesquisadores por trás do estudo, que são membros das universidades de Kassel, Johannes-Gutenberg Mainz, TU Darmstadt e Universidade do Sul da Dinamarca.

Para entender como Jena conseguiu controlar o crescimento de casos apenas com o uso de máscaras de proteção, os cientistas projetaram uma cidade "alternativa", com as mesmas características da original, como idade média da população, densidade populacional, proporção de idosos e média de médicos por morador. No entanto, sem a implementação do uso de proteção contra a doença.

Reprodução

Pesquisa publicada no portal VoxEU reforça a importância do uso de máscara. Foto: FG Trade/ iStock

A versão original da cidade viu um aumento de apenas 16 novos casos após 20 dias da imposição do uso de máscara – subindo de 142 para 158. O território "alternativo", no entanto, teve um aumento de 23% no mesmo período, com os infectados passando de 143 para 205.

"A pesquisa concorda com os estudos de epidemiologistas e virologistas, que explicam que as coberturas faciais limitam o fluxo de ar ao falar, reduzindo assim a transmissão de partículas infecciosas", afirmam os pesquisadores no estudo.

Eficácia das máscaras

O uso de máscaras é um assunto amplamente debatido por especialistas do mundo todo. Dependendo do tipo de material e da confecção da proteção, é possível que elas sejam fortes aliadas no combate à doença, como vimos no estudo realizado em Jena. 

Em outro projeto, pesquisadores da Escola de Engenharia e Ciência da Computação na Universidade Atlântica da Flórida, nos EUA, realizaram uma simulação para demonstrar visualmente a eficácia das máscaras em impedir a transmissão de doenças como a Covid-19.

Os pesquisadores conectaram a cabeça de um manequim a uma máquina de fumaça, e usaram uma bomba para expelir vapor pela boca do boneco. O movimento das partículas de fumaça foi visualizado usando um laser verde, fazendo com que elas pareçam fluorescentes nas imagens.

Os resultados mostram que sem uma máscara, as gotículas expelidas pela tosse viajam quase 4 metros em menos de um minuto. Mas com uma máscara, essa distância é reduzida para apenas alguns centímetros em média.

Via: O Globo


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



proteção alemanha máscara facial coronavirus máscaras covid19
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você