Doria prorroga quarentena em São Paulo, mas anuncia flexibilização

A partir de 1º de junho, haverá afrouxamento nas medidas de isolamento social em algumas áreas

Luiz Nogueira 27/05/2020 13h05
João Doria
A A A

Nesta quarta-feira (27), em entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes, o governador João Doria anunciou a prorrogação da quarentena em São Paulo. Agora, a medida de restrição valerá por 15 dias a partir de segunda-feira (1º) – o período determinado anteriormente pelo governante se encerra no próximo domingo (31).


No entanto, ele afirmou que haverá uma flexibilização do isolamento social a partir de segunda-feira. De maneira escalonada, as atividades econômicas serão retomadas no que o governador chama de "Retomada Consciente".

Apesar de anunciar o retorno gradual de atividades específicas, o governante afirma que a situação do cumprimento das normas estabelecidas será avaliada diariamente. Com isso, regras mais restritivas podem ser impostas caso seja necessário.

"É uma nova fase, uma nova prática, que vai permitir em algumas áreas a retomada gradual e segura de atividades. Quero alertar, no entanto, que a retomada parte da colaboração de todos e parte do princípio que estaremos monitorando dia a dia a evolução do processo. Se tivermos que dar um passo atrás e retomar as medidas, faremos para proteger vidas", disse Doria.

Para definir o plano de reabertura do comércio, foram considerados diversos fatores. De acordo com o que foi apresentado, há prioridade nos setores que possuem menor potencial de contágio, áreas que geram mais empregos ou que correm o risco de falência devido ao tempo em que permaneceram fechados.

Quarentena estendida

Em São Paulo, a quarentena foi imposta por João Doria em 24 de março. Desde então, algumas prorrogações foram feitas para tentar diminuir o índice de contágio da doença. Outra medida implementada recentemente foi o antecipação dos feriados para manter as pessoas em casa.

Na terça-feira (26), todos os 645 municípios enviaram os dados de saúde coletados durante o chamado "megaferiado". Com base neles, foi possível analisar quais áreas podem passar pelo processo de flexibilização do isolamento.

Ainda durante a terça-feira, uma reunião com os prefeitos das 16 regiões administrativas de São Paulo resultou no pedido de retomada gradual das atividades em 14 desses lugares. As únicas duas exceções foram a Baixada Santista e Grande São Paulo.

Via: Uol


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



Vírus Governo de São Paulo doença São Paulo João Doria coronavirus isolamento social quarentena
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você