Ibuprofeno começa a ser testado em pacientes com Covid-19

Estudo vai investigar se uma formulação especial do medicamento pode tratar dificuldades respiratórias causadas pela doença

Fabiana Rolfini 03/06/2020 08h55
Medicamento
A A A

Cientistas no Reino Unido iniciaram um estudo para avaliar se o anti-inflamatório e analgésico ibuprofeno pode prevenir e até reduzir problemas respiratórios graves em pacientes com Covid-19. Os testes serão feitos com uma formulação especial do medicamento, diferente do remédio encontrado em farmácias.


Batizado como ‘Liberate’, o estudo é resultado de um esforço conjunto de especialistas do hospital Guy's and St Thomas' de Londres, da universidade King's College e da farmacêutica SEEK Group. Metade dos pacientes hospitalizados e inscritos na pesquisa receberá tratamento com o remédio padrão e a outra com tratamento padrão mais a formulação especial de ibuprofeno.

De acordo com Mitul Mehta, professor e diretor do Centro de Inovação Terapêutica do King’s College London, se for possível reduzir os sintomas nessa primeira fase, serão vários os benefícios. “Poderíamos diminuir o grau de desconforto respiratório do paciente para que possa ser tratado no ambiente hospitalar, sem a necessidade de ir à UTI. E também reduzir o tempo de internação”, afirmou.

Reprodução

Pacientes hospitalizados serão testados. Foto: Agência de Saúde do Distrito Federal

Testes em animais

Estudos feitos em animais com síndrome do desconforto respiratório agudo - um sintoma da doença causada pelo novo coronavírus - mostram que cerca de 80% deles morrem. Porém, quando recebem essa formulação especial do ibuprofeno, as taxas de sobrevivência aumentam para 80%.

“Se for bem-sucedido, o valor deste resultado será imenso para a saúde pública global, dado o baixo custo e disponibilidade deste medicamento”, acrescentou o professor Matthew Hotopf, diretor do Centro de Pesquisa Biomédica NIHR Maudsley.

No início da pandemia, a utilização de ibuprofeno gerou controvérsia. O ministro da Saúde da França chegou a afirmar que o medicamento podia agravar os sintomas da infecção. Depois, a Organização Mundial da Saúde publicou um estudo no qual se concluía que os fármacos anti-inflamatórios não esteróides - como o ibuprofeno - não traziam riscos aos infectados pelo coronavírus.   

Via: Science Focus


Confira em tempo real a COVID-19 no Brasil:



estudo coronavirus covid19 ibuprofeno
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você