Celular invadido

Brecha permite invasão em celulares por meio de ondas ultrassônicas

Guilherme Preta, editado por Fabiana Rolfini 05/03/2020 14h15
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Pesquisadores descobriram falha de segurança nos sistemas de reconhecimento de voz de smartphones

Pesquisadores da Universidade de Washington descobriram uma brecha de segurança nos sistemas de reconhecimento de voz de smartphones que permite um ataque hacker nada comum. A equipe conseguiu invadir um celular posicionado sobre uma mesa utilizando ondas ultrassônicas.


O grupo se aproveitou do fato de os smartphones detectarem sons em frequências que as pessoas não ouvem, para conseguir fazer chamadas, tirar fotos e até obter senhas por meio de mensagem de texto. Para conseguir hacker os aparelhos, os pesquisadores posicionaram um microfone e um transdutor piezoelétrico que converte eletricidade em ondas ultrassônicas, na parte inferior da mesa. As ondas passaram por metal, vidro e madeira durante os experimentos. 

O resultado dos experimentos foi preocupante, visto que 15 dos 17 modelos testados foram invadidos. Foram utilizados nos testes celulares do GoogleMotorolaSamsungXiaomi e Apple.

A fim de evitar essas invasões, os pesquisadores sugerem principalmente a utilização de uma capa protetora mais grossa nos dispositivos. Outro ponto que dificulta a realização deste tipo de ataque é o uso de toalhas sobre a mesa ou superfície em que o celular esteja apoiado. Talvez a partir de agora seja melhor manter seu smartphone no bolso.

Via: Gizmochina

Celulares Hackers Smartphones hack smartphone Celular Som hackerismo ultrassom celular
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você