FBI prende dezenas de suspeitos de usar bug em software do Santander

A falha em caixas eletrônicos permitiu que os suspeitos retirassem mais dinheiro do que tinham armazenado em suas contas

Vinicius Szafran, editado por Daniel Junqueira 19/08/2020 18h48
Caixa eletrônico
A A A

O FBI e polícias estaduais dos EUA prenderam dezenas de suspeitos de explorarem uma falha no software dos caixas eletrônicos do Santander para sacar mais dinheiro do que estava armazenado em suas contas.


Segundo relatos da mídia local, a maior parte das prisões (20) aconteceram em Hamilton, além de outras 19 na cidade de Morris County e 11 em Sayreville. Grupos menores de suspeitos foram presos em Bloomfield, Holmdel e Robbinsville, enquanto saques suspeitos também aconteceram em Woodbridge, cidades em todo o condado de Middlesex, Booton, Randolph, South Windsor, Newark, Montville, Hoboken e até mesmo em Nova York.

Falhas exploradas por gangues

De acordo com um porta-voz do Santander, fontes da comunidade de ameaças de inteligência e detalhes divulgados pelos departamentos policiais das cidades afetadas, gangues criminosas parecem ter encontrado um bug no software dos caixas eletrônicos do Santander.

O bug permitiu que os criminosos usassem cartões de débito falsos ou pré-carregados válidos para retirar mais dinheiro dos caixas eletrônicos do que o limite dos cartões.

Fontes da comunidade de ameaças de inteligência disseram ao site ZDNet que os detalhes sobre essa falha de software em particular foram inicialmente mantidos em sigilo e compartilhados ou vendidos entre membros de grupos de fraude bancária por vários dias. No entanto, os detalhes não permaneceram secretos por muito tempo: nesta semana, o bug vazou na internet e passou a ser compartilhado em chats de redes sociais, como Instagram e Telegram.

Como resultado, vários grupos criminosos passaram a explorar essa falha, resultando em um aumento repentino de saques em caixas eletrônicos do Santander e levando o banco a investigar o que estava acontecendo.

Reprodução

Falha em software de caixas eletrônicos Santander permitiu roubos. Imagem: Reprodução

Quando descobriu o problema, o banco apresentou queixa às autoridades. Logo o caso chegou ao FBI, que iniciou uma investigação multijurisdicional em Nova York, Connecticut e Nova Jersey. Para evitar mais perdas, o Santander fechou todos os caixas nesta terça-feira (18).

"O Santander tem o prazer de informar que, após os eventos de ontem, as agências estão abertas e os caixas eletrônicos estão novamente online, embora os caixas estejam abertos apenas para clientes Santander por enquanto", disse um porta-voz da empresa nesta quarta-feira (19). "O banco espera ter caixas eletrônicos disponíveis para todos em um futuro próximo e pedimos desculpas por qualquer inconveniente que isso possa causar".

O banco ressaltou que não houve impacto nas contas, dados ou fundos de seus clientes, além de acrescentar que seus funcionários estão seguros (referindo-se a uma troca de tiros entre membros de uma gangue que discutiram quanto à divisão do dinheiro roubado).

Via: ZDNet

Segurança Santander FBI Bug EUA Prisão caixa eletrônico falha de segurança banco
Assinar newsletter
Assine nossas newsletters e receba conteúdos em primeira mão
enviando dados - aguarde...
Parabéns! Sua assinatura foi recebida com sucesso!
Atenção: Em instantes você receberá um email de confirmação da assinatura. Para efetivá-la, clique no link de confirmação que você receberá. Verifique também sua caixa de SPAM, pois por se tratar de um email automático, seu servidor de emails poderá identificar incorretamente a mensagem como não solicitada.
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você