Sistema de reconhecimento facial da China passou vergonha...no débito

A China utiliza sistemas  de reconhecimento facial como ferramenta de ajuda para capturar todo tipo de criminoso, desde ladrões, até aqueles que cometem delitos leves, como atravessar cruzamentos de modo imprudente.

Nesta semana, uma câmera de reconhecimento facial envergonhou publicamente uma mulher de negócios famosa no país por fazer estrepulias. Isso porque os sistemas identificaram seu rosto cruzando uma rua movimentada. O problema? Ela nunca esteve no local.

O caso aconteceu na província de Zhejiang, sul de Xangai. O rosto de Dong Mingzhu, presidente da maior empresa de ar-condicionado da China - e eleita em primeiro lugar na lista da Forbes entre as 100 mulheres empresárias mais importantes da China no ano passado - apareceu em uma grande tela que fica em exposição ao público. O problema é que as câmeras captaram andarilhos zanzando pelas ruas chinesas e o sistema de reconhecimento facial identificou um deles como sendo Mingzhu. De quebra, além da imagem, uma linha de texto foi exbida na tela com o nome da executiva, dizendo que ela violou uma lei. O sistema também listou parte de seu número de identificação no governo e seu nome.

Reprodução

imagem: Weibo

O erro do sistema de reconhecimento facial

Mas o que a câmera realmente "viu" foi um anúncio mostrando o rosto de Dong na parte lateral de um ônibus. A polícia local logo admitiu em um comunicado no site Weibo (uma das redes sociais mais populares da China) que identificar Dong como um andarilho foi um erro cometido pelo sistema de reconhecimento facial, e alegou que o problema tinha sido corrigido por uma atualização.

Mas, mesmo assim, uma foto da tela capturada com o rosto da executiva se tornou viral no Weibo, já que as pessoas começaram a espalhar críticas sobre o sistema de reconhecimento facial, apontando que, apesar dos benefícios de serem encontrados ladrões, o recurso ainda falha.

A polícia de trânsito chinesa informou que tem confiado cada vez mais nos sistemas de reconhecimento facial para capturar quem transgride leis. Os sistemas chegaram a grandes cidades como Pequim, Xangai e Shenzhen e ajudaram a reconhecer dezenas de milhares de pessoas. Apesar disso, são necessários mais testes e ajustes, pois, como este incidente prova, eles estão longe de serem infalíveis.

Compras para o Natal? Não deixe de conferir a extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ