Tesla detecta sabotagem em sua fábrica na Califórnia

Funcionário tentou 'cobrir seus rastros' e culpar um colega mas, após ser confrontado com evidências, confessou o crime

Rafael Rigues 07/10/2020 11h10
Tesla compra empresa especializada em linha de montagem de baterias
A A A

A Tesla informou, em um e-mail interno a seus funcionários, que encontrou um caso de sabotagem em sua fábrica em Fremont, na Califórnia. Segundo a Bloomberg Al Prescott, vice-presidente jurídico e consultor jurídico geral da Tesla, diz na mensagem:


"Duas semanas atrás, nossas equipes de TI e segurança da informação determinaram que um funcionário havia sabotado uma parte da fábrica. Suas ações rápidas impediram maiores danos, e a produção já havia retornado ao normal algumas horas depois".

Segundo Prescott o funcionário, que não foi identificado, tentou "cobrir seus rastros, culpar um colega e destruir um computador da empresa. Por fim, após ser confrontado com evidência irrefutável, o funcionário confessou. Como consequência, ele foi demitido".

A natureza da sabotagem não foi informada. Ainda de acordo com o executivo, "temos tremenda confiança em nossos funcionários e valorizamos as contribuições de todos. Entretanto, quaisquer que sejam as motivações pessoais do culpado, estes são crimes, violações de nosso código de conduta e injustas com outros funcionários".

Reprodução

Fábrica da Tesla na Califórnia. Fonte: Tesla

O espião russo

Esta não é a primeira vez que a Tesla sofre um ataque à sua estrutura de produção. Em julho um russo identificado como Egor Igorevich Kriuchkov viajou aos EUA e contatou um funcionário da Tesla com uma oferta de US$ 500 mil (que mais tarde subiu para US$ 1 milhão) para que ele implantasse ransomware nos computadores da gigafábrica da empresa em Nevada, nos EUA.

O objetivo de Kriuchkov era roubar segredos industriais da Tesla e cobrar um resgate para que não fossem divulgados. Entretanto, o funcionário contatou o departamento de recursos humanos da empresa, que por sua vez contatou o FBI. Kriuchkov foi preso em Los Angeles, quando se preparava para deixar os EUA. Em uma audiência em setembro, perante uma juíza federal, ele alegou ser inocente.

Fonte: Electrek

Crimes digitais cibercrime Tesla crime cibernético
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você