Alemanha vai construir estação de abastecimento para trens movidos a hidrogênio

Projeto será iniciado em setembro e deve ficar pronto até meados do próximo ano

Luiz Nogueira 30/07/2020 15h55
Trem movido a hidrogênio
A A A

A cidade de Bremervörde, na Baixa Saxônia, Alemanha, caminha para ter o primeiro posto para abastecimento de trens movidos a hidrogênio do mundo. A empresa Linde, líder em gases industriais, construirá e operará o local.


De acordo com a Railway Technology, a construção está prevista para começar em setembro e deve ser concluída até a metade de 2021. A capacidade programada diária será de 1.600 kg de oxigênio e deve substituir o atual posto de abastecimento móvel.

A Alemanha virou notícia em 2018 ao lançar os trens Coradia iLint, os primeiros movidos a hidrogênio do mundo. Construídos pela TGV Alstom, o período de testes programado foi encerrado em fevereiro deste ano.

IMG_5045_iLint_C-1.jpg

Trens movidos a hidrogênio foram lançados pela Alemanha em 2018. Foto: Foto: TGV Alstom/ Divulgação

Até o momento, os dois trens disponíveis na linha conseguem rodar cerca de 960 quilômetros com um único tanque de hidrogênio. A expectativa é que a região recebe outros 14 trens abastecidos com a tecnologia a partir de 2021.

Os trens movidos a hidrogênio são mais caros do que os comuns, que são abastecidos com diesel. No entanto, são mais baratos de operar – e, é claro, muito melhores para o meio ambiente.

De acordo com o The Guardian, os trens do tipo são equipados com "células de combustível que produzem eletricidade a partir de uma combinação de hidrogênio e oxigênio, um processo que deixa vapor e água como únicas emissões".

Tecnologia automotiva

Não são apenas os trens que podem ser movidos a hidrogênio no futuro. A empresa norte-americana Hyperion Motors promete apresentar ao mundo em agosto seu primeiro automóvel, um supercarro chamado XP-1, movido a hidrogênio. O lema do veículo é "tecnologia espacial nas estradas", devido ao fato que, segundo a fabricante, ele usa tecnologia desenvolvida pela Nasa.

"Estamos extremamente empolgados em mostrar o Hyperion para o mundo para que possamos educar as pessoas sobre os benefícios dos sistemas de propulsão movidos a hidrogênio. Como elemento mais abundante no universo, seu potencial é virtualmente ilimitado. Nosso objetivo é contar a história do hidrogênio com veículos e soluções de infraestrutura inspiradores".

Fora o fato do motor usar hidrogênio, pouco se sabe sobre o XP-1. A empresa trabalha em segredo, e a única imagem do veículo mostra uma silhueta curvilínea, típica da forma aerodinâmica um supercarro, iluminada por luzes azuis.

Via: Electrek

Tecnologia Carro hidrogênio meio ambiente alemanha trem
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você