Echo

Alexa vira 'testemunha' em caso de morte nos EUA

Fabrício Filho, editado por Matheus Luque 04/11/2019 15h11
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Policiais acreditam que os dispositivos Echo e Echo Dot encontrados na casa da vítima podem conter informações essenciais para concluir o caso

A Alexa pode ser a solução para um caso na Flórida em que uma mulher foi encontrada morta com uma lâmina de uma lança no peito. A polícia garantiu uma mandado de busca por gravações de dispositivos Echo e pontos de escuta do aparelho da Amazon na casa da vítima. Segundo os policiais, a Alexa pode ser uma "testemunha" do caso.

O Echo e o Echo Dot da Amazon, assim como outros dispositivos inteligentes, ouvem constantemente uma "palavra de alerta", que sinaliza quando o usuário deseja ouvir uma música ou ter alguma resposta. No entanto, policiais de Hallandale Beach acham que o dispositivo Alexa encontrado na casa de Silvia Galva pode ter registrado uma briga entre a mulher e seu namorado. 

Adam Crespo, principal suspeito, confirmou uma briga entre ele e Galva momentos antes de sua morte. Ele disse que, durante a discussão, Galva agarrou uma lança e fincou em seu peito. Após ver a cena, Crespo contou que retirou a lâmina e torceu para que o ferimento "não fosse tão ruim". Um mês após a morte da moça, a polícia obteve um mandado de busca por qualquer informação registrada nos dispositivos entre às 12h de 11 de julho e 23h59 do dia seguinte. 

"Recebemos gravações e estamos analisando as informações que foram enviadas para nós", disse o sargento Pedro Abut, porta-voz do Departamento de Polícia de Hallandale Beach. Leigh Nakanishi, representante da Amazon, afirmou que os dispositivos registraram "apenas pequenas declarações explosivas" e não estão ouvindo conversas privadas.

"Por padrão, os dispositivos Echo são projetados para detectar apenas a palavra escolhida", disse Nakanishi. "Somente depois que a palavra de despertar é pronunciada que o dispositivo começa a ouvir e gravar. Nenhum áudio é armazenado ou enviado para a nuvem, a menos que o dispositivo detecte a palavra de ativação", completou. 

Além disso, aparelhos Echo possuem um botão "mudo", que impede o dispositivo de ouvir e registrar qualquer ação, inclusive a palavra de ativação. Nakanishi afirmou que a Amazon "não divulga informações de clientes em respostas a demandas governamentais, a menos que sejamos obrigados a cumprir a uma ordem legalmente válida". 

A Amazon já entregou várias gravações, mas tanto a empresa quanto a polícia não divulgaram, até o momento,o conteúdo contido nelas. 

 

Via: Sun Sentinel

 

Amazon echo alexa polícia echo dot
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você