Amazon não consegue competir com varejistas brasileiros

Mesmo ampliando seu catálogo, a empresa não obteve sucesso na expansão de sua operação no Brasil

Vinicius Szafran, editado por Matheus Luque 30/10/2019 16h46
Amazon
A A A

A ampliação do catálogo da Amazon no Brasil foi avaliada como negativa pela Guide Investimentos. Isso porque a nova tentativa da companhia de expandir sua operação no país não foi o suficiente para a empresa superar os varejistas nacionais. As informações são do site Money Times.


Mesmo que isso represente um aumento na concorrência do setor no Brasil, a corretora de investimentos continua insegura sobre a capacidade do e-commerce americano de competir com empresas já consagradas no setor, como Magazine Luiza, B2W, Centauro e Via Varejo.

"O mercado do varejo eletrônico brasileiro possui diversas peculiaridades em relação ao mercado americano, em questões como comportamento do consumidor, dificuldades logísticas, arcabouço tributário e desenvolvimento do relacionamento com varejistas, o que dificulta a entrada de 'players' estrangeiros", completou a Guide.

Reprodução

Outro ponto destacado pela corretora é que a logística do setor e o reconhecimento das varejistas nacionais favorecem a atuação das companhias locais, concorrentes diretas da Amazon por esse nicho de comércio virtual. 

A Amazon passará a oferecer cerca de 25 tipos de produtos, como café, bebidas, artigos para pets e materiais esportivos. Os novos itens ampliam para cerca de 600 mil a quantidade de produtos elegíveis para o frete grátis do serviço Prime, que inclui streaming de vídeo, música, games, livros digitais e entregas ilimitadas por R$ 9,90 ao mês.

Além disso, as concorrentes também seguem lançando novas soluções. Nesta terça-feira (29), a Centauro inaugurou uma parceria com a B2W que pode impulsionar sua divisão online, pouco explorada pela empresa, e dar um novo ânimo às suas ações.

De acordo com a varejista de itens esportivos, a iniciativa "Centauro by Americanas.com" dará acesso "a uma completa experiência 'omnichannel' Centauro, que proporciona aos seus clientes diversas facilidades, como Click & Collect, entrega expressa, experimentação e troca de produtos."

Outro ponto a ser explorado pela Amazon é a avaliação da plataforma pelos usuários. Os dados colhidos pelo banco BTG Pactual com base no site Reclame Aqui colocam a empresa americana em nível abaixo das brasileiras, como demonstrado pelo gráfico:

Reprodução/BTG Pactual

 

 

 

Amazon comércio eletrônico Amazon Web Services Magazine Luiza varejo amazon go B2W Amazon Prime lojas americanas americanas produto
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você