Amazon promete neutralidade em emissões de carbono

Amazon promete neutralidade em emissões de carbono

Fabrício Filho, editado por Liliane Nakagawa 19/09/2019 17h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Jeff Bezos, presidente-executivo da Amazon, prometeu cumprir acordo de Paris dez anos antes do previsto e encomendar vans elétricas para combater as mudanças climáticas

O corte de emissões de carbono por parte da Amazon será um desafio para a empresa, já que ela entrega mais de 10 bilhões de itens por ano. No entanto, nesta quinta-feira (19), o presidente-executivo da Amazon, Jeff Bezos, prometeu que a empresa será neutra em emissões de carbono até 2040. Parte dessa promessa é uma encomenda de 100 mil vans elétricas a uma startup na qual investiu.


"Sabemos que podemos fazê-lo e sabemos que precisamos fazê-lo", disse Bezos. O CEO anunciou uma série de ações em Washington antes da Semana do Clima, em Nova York, na próxima semana. O evento reúne líderes mundiais e de empresas que procuram formas de combater a mudança climática

O bilionário ainda disse que cumprirá as metas do acordo climáticos de Paris dez anos antes do previsto. Também afirmou que a Amazon comprou 100 mil veículos elétricos para entrega da Rivian Automotive, startup norte-americana de design e fabricação de veículos e que usaria 100% de energia renovável até 2030, ante aos atuais 40%.

“Os primeiros veículos elétricos estarão nas ruas até 2021”, afirmou o executivo, prometendo que até 2024 haverá 100 mil destes veículos de entrega em circulação. 

Segundo Bezos, a Amazon investirá US$ 100 milhões para reflorestamento e outras áreas, além de realizar um "exame cuidadoso" das próprias contribuições para campanhas políticas que tendem a ser direcionadas àqueles que negam a ciência climática. 

A proposta de que a empresa relate como planeja lidar com as mudanças climáticas não foi bem vista pelos acionistas e recebeu apenas 29,8% dos votos na assembleia, apesar de ter recebido assinaturas de quase 7.700 funcionários. Alguns funcionários da Amazon, inclusive, planejavam protestar na sexta-feira em apoio à greve climática global.

 

Via: Reuters/IstoÉ

 

 

Amazon startup carbono startups Jeff Bezos mudanças climáticas
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você