Amazon recebe permissão para operar drones de entrega nos EUA

A intenção da empresa é entregar pacotes leves aos clientes em 30 minutos ou menos após a compra

Nina Gattis, editado por Daniel Junqueira 31/08/2020 18h40
Drone Prime Air
A A A

De acordo com a Administração Federal de Aviação (FAA, na sigla em inglês) dos Estados Unidos, a Amazon recebeu, nesta segunda-feira (31), autorização para operar sua frota de drones de entrega Prime Air no país. A aprovação dá à empresa licença para "entregar pacotes com segurança e eficiência aos clientes", informou a FAA.


A certificação cedida pela FAA concede à Amazon permissão para transportar pacotes em pequenos drones que voam "além da linha de visão" do operador. Ainda que não esteja pronta para implantar imediatamente seu serviço, a empresa disse que vai utilizar a autorização para testar ativamente as entregas aos clientes.

"Esta certificação é um passo importante para a Prime Air e indica a confiança da FAA nos procedimentos operacionais e de segurança da Amazon para um serviço autônomo de entrega de drones que um dia entregará pacotes para nossos clientes em todo o mundo", afirmou David Carbon, vice-presidente da Prime Air. "Continuaremos a desenvolver e refinar nossa tecnologia para integrar totalmente drones de entrega no espaço aéreo e trabalhar em estreita colaboração com a FAA e outros reguladores em todo o mundo para concretizar nossa visão de entrega em 30 minutos", continuou.

Reprodução

Pacote de entrega para cliente Prime. Imagem: Claudio Divizia/Shutterstock

Ainda segundo a Amazon, os funcionários que ficarão responsáveis pelo serviço já passaram por um treinamento rigoroso, e a empresa ainda apresentou evidências de que suas entregas via drones são seguras.

A intenção da empresa com o Prime Air é entregar os pacotes mais rapidamente a seus clientes Prime. Tanto é que, desde o ano passado, a Amazon vem investindo bilhões de dólares para fazer a transição do prazo de entrega de dois para um dia.

Além disso, desde 2013 a empresa testa drones de entrega para fornecer o serviço completo ao cliente em 30 minutos ou menos. Na petição de 2019 que deu origem à autorização, a Amazon havia informado que inicialmente as entregas ocorreriam em áreas com baixa densidade populacional e com pacotes que pesassem cerca de 2,25 quilogramas ou menos.

Sendo assim, também em 2019, a empresa lançou um drone elétrico próprio que é capaz de suportar esse peso com uma autonomia de até 24 quilômetros.

Via: NBC News

Amazon Drone estados unidos Amazon Prime
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!

Recomendados pra você