Apple alfineta Google e Facebook

Apple alfineta a concorrência com publicidade incomum durante a CES 2019

Camila Rinaldi
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Para afastar o baixo astral da semana passada, o pessoal do marketing da Apple resolveu chamar a atenção para aquilo que a empresa possui de melhor… mesmo que isso cause certo desconforto à concorrência!


Como de costume, a Apple não participa diretamente das grandes feiras de tecnologia, pois a empresa possui o próprio evento para anúncios importantes. No entanto, isso não quer dizer que a gigante norte-americana de tecnologia se contenta em ficar nos bastidores. No final de semana que marcou o início da CES 2019, a feira de tecnologia de Las Vegas, a Apple criou um enorme painel na fachada do Hotel Marriott com os dizeres: “O que acontece no seu iPhone, fica no seu iPhone”.

Sim, a Apple se apropriou de um ditado popular da cidade - “o que acontece em Vegas, fica em Vegas” - para promover seu exclusivo serviço de privacidade, bem como alfinetar a concorrência. Neste caso, o Google e o Facebook.

Contudo, o que mais me chamou a atenção foi a escolha do local em que o painel foi colocado: na fachada do Hotel Marriott! Isso mesmo, a rede vazou mais de 327 milhões de registros no passado, contendo dados de clientes, tais como endereço, número telefônico, e-mail, número de passaporte, data de nascimento, gênero entre outros. Ou seja, o valor desta campanha de marketing deve ter sido bem alto.

Próximo ao local, o Google possui várias propagandas referentes ao seu Assistente, nas quais é possível ver o comando de voz “Hey, Google” pintado nos carros do sistema de transporte local.

No outdoor, vemos também o endereço eletrônico para a página de privacidade da empresa. O CEO da Apple, Tim Cook, é um grande defensor de leis que protejam a privacidade dos usuários. Em 2016, quando questionado pelo FBI sobre a criação de uma backdoor no iPhone, o empresário disse que isso jamais aconteceria por que abriria um precedente muito perigoso. Porém, apesar de todos os esforços da Apple, o departamento de investigação dos EUA conseguiu burlar a segurança da empresa e desbloquear o iPhone.

Com essa “brincadeira”, a Apple alivia a tensão da semana passada, quando a empresa, em carta aberta, admitiu que a procura por novos iPhones ficou abaixo do esperado em 2018. E, claro, tira dos holofotes a questão do processo judicial envolvendo as patentes da Qualcomm na Alemanha.

Só eu achei a crítica pertinente?

Via: Business Insider

Google Apple privacidade
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você