Apple reforçará transparência de coleta de dados por apps no iOS 14

Aplicativos terão que informar o volume e a espécie de dados requeridos antes do usuário baixar o programa; localização aproximada e indicação do uso de câmeras e microfone também são novidades

Victor Pinheiro 22/06/2020 17h06
iOS 14
A A A

A Apple anunciou nesta segunda-feira (22), durante a WWDC 2020, novos recursos de privacidade do usuário que estarão presentes no iOS 14.


Segundo a companhia, a próxima geração do sistema operacional do iPhone vai oferecer a opção de compartilhamento de dados de localização de forma aproximada. A alternativa limita a precisão dos dados coletados por aplicativos.

Atualmente, o iOS permite aos usuários proibirem que programas específicos coletem informações de geolocalização de seus celulares. Caso contrário, os apps podem obter dados da localização exata do aparelho no GPS. O novo recurso, no entanto, institui o compartilhamento de forma regionalizada. Assim, os dados devem informar apenas que o usuário está próximo de uma determinada região, sem revelar o local ou estabelecimento exato em que ele se encontra.

O iOS 14 também reforça mecanismos de transparência dos aplicativos. O novo sistema operacional do iPhone vai apresentar um ponto laranja no canto superior direito da tela dos dispositivos todas as vezes que algum programa ativar a câmera e o microfone do aparelho.

Reprodução

Exemplo de aviso de Imagem: Angela Lang/CNET

Além disso, o sistema operacional vai informar a espécie e o volume de dados que um aplicativo requer do usuários antes que ele faça o download do programa. Os avisos serão descritos na forma de caixas de mensagens e seguirão duas categorias: "Data Linked to You" (Dados vinculados a você, em tradução livre), em referência a informações como histórico de compras, localização, histórico de acessos; e "Data Used to Track You" (Dados usados para monitorar você), como localização, contatos e informações de identidade.

Os informes, no entanto, serão elaborados pelos próprios desenvolvedores dos aplicativos, que terão total liberdade para classificar os dados requisitados por seus programas. Como aponta o CNET, ainda que o sistema não descarte o mau uso desse recurso por parte dos desenvolvedores, a ferramenta deve aumentar significativamente o acesso à informação sobre práticas de coleta de dados.

Mudanças no Safari

A Apple também deve reforçar mecanismos de privacidade no Safari. O navegador da companhia vai apresentar o botão "Privacy Report", logo ao lado da barra de navegação. Isso permitirá aos usuários conferirem, com apenas um clique, todos os programas de terceiros que monitoram seus dados em um website.

O Safari ainda deve ampliar o controle sobre extensões. Os usuários poderão monitorar a quantidade de extensões ativas, conferir a quanto tempo elas estão funcionamento e definir em que sites essas ferramentas podem ser usadas.

iOS 14

O iOS 14 ainda não tem data oficial de lançamento. O sistema costuma ser liberado pela Apple em datas próximas ao anúncio de novos iPhones, o que geralmente ocorre em setembro. Antes, a empresa deve liberar versões betas aos desenvolvedores e novos recursos podem ser revelados.

Por enquanto, além das atualizações de privacidade, a Apple já apresentou uma série de novidades do iOS 14. Entre elas, mudanças na tela inicial, como a possibilidade de adicionar Widgets e filtrar aplicativos pela página App Library; alterações no design da assistente virtual Siri; e novos recursos para o Messages, Maps e Carplay.

Fonte: The Verge/Cnet

Apple privacidade wwdc wwdc2020
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar a extensão Olhar Digital Ofertas em seu navegador!.

Recomendados pra você