EUA x China

China exige que governo dos EUA remova sanções a startups de IA

Rafael Rigues 09/10/2019 09h18
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Empresas foram incluídas em uma lista negra do Departamento de Comércio dos EUA por participar em violações de 'direitos humanos' de minorias muçulmanas, como os uigures

O Ministério do Comércio da China disse nesta terça-feira (8) que ‘recomenda veementemente’ que o Governo dos EUA ‘pare de interferir’ em assuntos domésticos, após este adicionar 28 empresas chinesas, entre elas empresas ligadas a inteligência artificial, a uma ‘lista negra’ do Departamento de Comércio.


Com isso empresas norte-americanas ficam proibidas de fazer negócio com estas empresas chinesas, o que na prática as impede de comprar componentes, hardware ou licenciar tecnologia de software, como sistemas operacionais.

As empresas chinesas ‘foram implicadas em violações de direitos humanos e abusos na implantação da campanha de repressão, nas detenções arbitrárias em massa e na vigilância de alta tecnologia da China contra uigures, cazaques e outros membros de grupos muçulmanos minoritários’.

‘O governo dos EUA e o Departamento de Comércio não podem e não irão tolerar a supressão brutal das minorias étnicas dentro da China’, afirmou o secretário de Comércio, Wilbur Ross.

‘Nós recomendamos veementemente que os EUA parem imediatamente de fazer comentários irresponsáveis na questão de Xinjiang, que parem de interferir em assuntos internos da China e que removam as empresas chinesas relevantes da lista de entidades o mais rápido possível. A China também irá tomar todas as medidas necessárias para proteger seus interesses’, disse um porta-voz do Ministério segundo o site CNBC.

Fonte: CNBC

China EUA eua x china guerra comercial
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você