iPhone

Estudo avalia quanto custam as peças do iPhone

Luiza Tozzato, editado por Rafael Rigues 22/08/2019 15h08
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Pela primeira vez desde 2012, o iPhone representa menos da metade da receita total da Apple. Ainda assim, dados apontam que a companhia lucra aproximadamente R$ 2.693 com cada iPhone X vendido nos EUA

Pela primeira vez desde 2012, o iPhone representa menos da metade das vendas totais da Apple. Em comparação com o mesmo trimestre do ano passado, as vendas do dispositivo apresentaram uma queda de US$ 741 milhões (R$ 2,9 bilhões).


A gigante da tecnologia conseguiu compensar a diferença desta queda de receita com serviços, como streaming de músicas e a loja de software.

Reprodução

Qual é o custo da fabricação de um iPhone?

Segundo dados da consultoria de tecnologia IHS Markit, o custo das peças do iPhone XS Max de 64GB – lançado em setembro de 2018 – é de aproximadamente US$ 392,50 (cerca de R$ 1.592) por unidade. Nos Estados Unidos, esse aparelho é vendido por US$ 1.099 (R$ 4.465 em valores atuais) e no Brasil, país com o iPhone mais caro do mundo, o preço é de R$ 7.999 no site da Apple.

No entanto, esse valor corresponde apenas ao preço que a companhia paga pelas peças do telefone, e não inclui gastos com montagem, investimento em pesquisa, desenvolvimento de produtos, logística e marketing, por exemplo.

A tela, os componentes eletromecânicos e a câmera são as três peças mais caras do smartphone. Custam US$ 120, US$ 71,50 e US$ 51,10, respectivamente. Por outro lado, o carregador, os fones de ouvido e os sensores do telefone custam US$ 11.

Apple X Samsung

Para efeito de comparação, quando o Samsung Galaxy S9+ de 64 GB foi lançado o custo total das peças era de US$ 375,80 (ou R$ 1.523) – apenas US$ 16 a menos que as do iPhone XS Max.

Porém, nos Estados Unidos, o Galaxy S9+ de 64 GB era vendido por cerca de US$ 840 (R$ 3.412) na época. Ou seja, era US$ 259 (R$ 1.052) mais barato que o aparelho da Apple.

Evolução dos preços

Em 2016, o custo de fabricação do iPhone 7 de 64 GB era de quase US$ 225 (R$ 914), enquanto o do iPhone 8 era de aproximadamente US$ 255 (R$ 1.036), de acordo com a IHS Markit. No lançamento, os modelos foram colocados à venda nos Estados Unidos por US$ 649 (R$ 2.636) e US$ 699 (R$ 2.840), respectivamente.

Em 2017, as peças do iPhone 8 Plus de 64 GB custavam US$ 295 (R$ 1.198). E quando chegou às lojas, ele era vendido por US$ 799 (R$ 3.246).

Reprodução

De acordo com cálculos feitos pela IHS Markit com base em dados coletados pelo site Statista, “a empresa de Cupertino [onde fica a sede da Apple, na Califórnia] lucrou aproximadamente US$ 500 (R$ 2.031) com cada iPhone 8 e iPhone 8 Plus”. Vale lembrar que o lucro considera apenas o hardware, sem contar a renda de serviços associados (iTunes, App Store, iCloud) que frequentemente são adquiridos pelos usuários.

O estudo avalia que os ganhos chegam a US$ 663 (R$ 2.693) com o iPhoneX, lançado em 12 de setembro de 2018. Esse modelo inaugurou a tecnologia AMOLED, câmera dupla de reconhecimento facial e o revestimento de aço inoxidável de qualidade cirúrgica, e representou um salto de investimento da Apple para comprar componentes.

Os modelos que seguiram o iPhone X, ou seja, o XR e o XS, tiveram um aumento de US$ 20 no custo de fabricação.

Fonte: BBC


iPhone Apple Smartphones Apple x Samsung smartphone iPhone 8 iPhone X galaxy s9 plus iPhone XR iPhone XS iPhone XS Max estados unidos
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você