EUA permitem empresas discutirem padrões técnicos do 5G com a Huawei

Nova regra ainda mantém restrições de comércio de bens e tecnologia com a companhia chinesa

Victor Pinheiro 16/06/2020 12h06
Huawei US
A A A

O Departamento de Comércio dos Estados Unidos instituiu uma nova regra que permite companhias norte-americanas a trabalharem com a empresa chinesa Huawei para definir padrões de rede 5G. De acordo com a agência de notícias Reuters, a medida deve ser publicada ainda nesta terça-feira (16).


A nova regra mantém a proibição de empresas norte-americanas compartilharem tecnologia com a Huawei para fins comerciais. A norma permite às companhias apenas discutirem a definição de padrões técnicos para que equipamentos de diferentes fornecedores possam operar juntos em uma mesma rede.

"Os Estados Unidos não vão ceder sua liderança na inovação global", disse o secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross, em declaração à Reuters. "O Departamento [de Comércio] está comprometido em proteger a segurança nacional e os interesses de política externa do país ao incentivar que a indústria nacional se engaje e defenda plenamente que as tecnologias dos EUA se tornem padrões internacionais", afirmou o secretário.

Interesse nacional

Desde maio de 2019, companhias norte-americanas seguem restrições de vendas de tecnologia para a Huawei - este é um dos motivos que impedem dispositivos da gigante de tecnologia chinesa de oferecer serviços do Google para consumidores.

A administração Donald Trump acusa a Huawei de servir como canal de espionagem de autoridades de Pequim. Os Estados Unidos apoiam abertamente que países aliados vetem o uso de equipamentos da organização chinesa em instalações de infraestrutura de rede 5G.

Os norte-americanos, inclusive, discutem um fundo para subsidiar a venda de equipamentos de rede da Nokia e da Ericsson no Brasil, a fim de apoiar que o governo brasileiro imponha restrições totais à companhia chinesa.

Reprodução

Secretário de Comércio dos EUA, Wilbur Ross. Imagem: Embaixada e Consulados dos EUA no Brasil/ Reprodução

Representantes da indústria e do governo norte-americano afirmam que a impossibilidade de negociar padrões de rede com a Huawei colocou as companhias do país em desvantagem.

Segundo fontes consultadas pela Reuters, diante da incerteza sobre qual tecnologia ou informação as empresas estavam autorizadas a compartilhar, engenheiros de companhias norte-americanas reduziram participações nos debates de padrões do mercado, o que permitiu à Huawei ganhar ainda mais liderança no setor.

"Confusões resultantes da atualização da lista de entidades de maio de 2019, inadvertidamente, afastaram as empresas americanas de algumas conversas sobre padrões técnicos, colocando-as em desvantagem estratégica", disse Naomi Wilson, diretora sênior de política para a Ásia do Conselho da Indústria de Tecnologia da Informação, que representa empresas como Amazon.com Inc, Qualcomm Inc e Intel Corp.

"Esse esclarecimento [a nova regra], tão necessário, permitirá que as empresas [norte-americanas] voltem a competir e liderar essas atividades fundamentais, que ajudam no desenvolvimento de tecnologias avançadas, como 5G e Inteligência Artificial, nos mercados", completou Wilson.

Fonte: Reuters

5G Huawei estados unidos eua x china
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você