Lua

EUA podem premiar empresas espaciais com US$ 2 bi para missões à Lua

Beatriz Trevisan, editado por Cesar Schaeffer 21/08/2019 08h28
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Ideia de um político norte-americano destinada a companhias espaciais privadas custa muito menos do que o quanto a Nasa estima gastar para levar humanos à Lua até 2024

Muito dinheiro pode estimular grandes inovações. Imagine o governo dos Estados Unidos presenteando uma empresa espacial privada com US$ 2 bilhões para aterrissar uma base na Lua. Elon Musk, o bilionário fundador da SpaceX, não pensa duas vezes antes de concordar com isso.


O republicano e ex-presidente da Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (EUA), Newt Gingrich, e um grupo de céticos da Agência Espacial dos EUA (Nasa) estão tentando convencer o presidente Donald Trump a aprovar um plano de impulsionamento de viagens à Lua – objetivando levar novamente humanos ao satélite natural – por uma fração do valor que isso custaria à Nasa. Em um estilo de reality show, a proposta inclui um sorteio de US$ 2 bilhões entre os bilionários donos de empresas espaciais Elon Musk, Jeff Bezos (Blue Origin) e outros pioneiros do espaço para construir e pousar na Lua a primeira base lunar.

Nesta segunda-feira (19), Musk respondeu um tuíte que compartilhava uma matéria sobre o sorteio dizendo que "esta é uma ótima ideia". Gingrich aproveitou a oportunidade e agradeceu o apoio do executivo hoje (20) mais cedo escrevendo "muito legal. Obrigado, Elon Musk!".

O prêmio é muito menor do que o quanto a Nasa estima gastar com a missão Artemis, que pretende levar mais uma vez humanos à Lua até 2024. O plano da agência depende, inicialmente, de empresas tradicionais de tecnologia de aviação, como a Boeing, e deve custar de 20 a 30 bilhões de dólares. A missão, porém, já foi prejudicada por atrasos por conta de problemas de desenvolvimento de foguetes do Sistema de Lançamento Espacial, que devem começar a ser lançados apenas até o final de 2021.

A SpaceX, por sua vez, sai na frente da Nasa na disputa pela Lua, avançando rapidamente na construção de sua espaçonave Starship, foguete reutilizável que está sendo desenvolvido para realizar missões para o solo lunar e, eventualmente, para Marte.

De acordo com reportagem do portal Politico, os defensores do plano informaram os funcionários do governo que atuam no Conselho Nacional do Espaço sobre a ideia. Detalhes das conversas internas não foram revelados.

Publicamente, Trump ainda não avaliou a ideia nem se posicionou sobre o assunto. Uma proposta que visa oferecer um grande incentivo para empresas privadas que já estão planejando suas próprias missões lunares surge quando o presidente expressa ceticismo de que a Nasa atinja sua meta de retornar astronautas americanos à Lua em cinco anos. A SpaceX e a Blue Origin já estão apostando alto em missões para a Lua e assinaram contrato com a Nasa para pesquisar e desenvolver protótipos de módulos de alunissagem.

Via: Cnet/Politico

Nasa Astronomia espaço spaceX Lua missão espacial Blue Origin
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você