Facebook

Facebook apresenta nova marca da empresa para diferenciar da rede social

Fabrício Filho, editado por Cesar Schaeffer 04/11/2019 15h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Iniciativa visa mostrar ao maior número de pessoas possível que Instagram e WhatsApp são propriedades da empresa, levando-as a associações positivas em relação ao Facebook

O Facebook anunciou nesta segunda-feira (4) uma nova marca corporativa e um novo logotipo para distinguir as redes sociais pertencentes à empresa de outras organizações ou companhias de mesmo nome. “O objetivo é garantir que as pessoas que usam esses produtos saibam que pertencem ao Facebook”, afirmou Antonio Lucio, diretor de marketing da empresa, em comunicado


O logotipo que é usado há anos é a palavra “Facebook”, escrita em azul e branco. Além de ilustrar a rede social de mesmo nome, o logotipo vai aparecer na tela de login e na página de configuração de WhatsApp e Instagram. A iniciativa começou no início deste ano, e visa expandir o conhecimento da marca e suas propriedades. 

“Toda a pesquisa que tivemos da Geração Z e da geração Y foi muito enfática em relação à necessidade de saber de onde vêm as suas marcas”, afirmou Lucio. “Precisávamos ser mais transparentes com nossos usuários para mostrar que tudo vem da mesma empresa”, completou. 

O diretor de marketing acredita que a maioria das empresas não sabe que o Instagram e o WhatsApp pertencem ao Facebook. Ele citou uma pesquisa da Pew, que descobriu que apenas 29% dos americanos sabiam que as duas redes sociais pertencem à empresa. “Quando eles sabem, a apreciação geral pela família do Facebook cresce”. 

A iniciativa também tem como objetivo melhorar a reputação da rede social, que vem sendo constantemente acusada de conter campanhas de desinformação política e ser conivente com o que é compartilhado na plataforma. Ainda assim, Lucio espera que as associações na mente dos usuários sejam trabalhadas com cautela, principalmente em relação ao WhatsApp, que é relacionado a uma rede segura de troca de mensagens privadas. 

Assim como “mostrar ao mundo” que os dois aplicativos são propriedades do Facebook pode melhorar o pensamento dos usuários sobre a rede, também é possível que o efeito inverso ocorra e acabe prejudicando a imagem de Instagram e WhatsApp. Este último pode ser gravemente afetado, visto que o histórico de privacidade do Facebook não é favorável. 

Apesar da novidade, Lucio disse que não haverá mudança no nome da empresa para contornar as dificuldades enfrentadas, pois eles não querem que o Facebook seja visto tentando fugir dos problemas relacionados à marca. "Teria sido percebido como algo falso pelo resto do mundo", admitiu o executivo. 

O esforço de Mark Zuckerberg para aproximar seus diversos produtos também ocorre de outras maneiras. Atualmente, o Facebook está trabalhando para permitir o envio de mensagens entre todos os seus diferentes serviços, algo que provavelmente levará anos para ser concluído. A nova marca, contudo, visa tratar seus produtos e serviços com mais clareza perante ao público. 

"Essa mudança na marca é uma maneira de comunicar melhor nossa estrutura de propriedades às pessoas e aos negócios que usam nossos serviços para se conectar, compartilhar, criar comunidades e crescer suas audiências", disse Antonio Lucio. 

Via: Bloomberg


Facebook instagram Whatsapp rede social Mark Zuckerberg
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você