Intel mostra conceitos de notebooks com duas telas para bater de frente com ARM

Com o salto recente na popularidade da arquitetura ARM entre os notebooks, a Intel começou a se mexer para não ficar para trás. A empresa apresentou nesta semana um conceito de notebook com Windows e duas telas, o Tiger Rapids, equipado com um display LCD de 7,9 polegadas e outro de “papel eletrônico”, ou EPD. O modelo é apenas um protótipo que não deve ser lançado no mercado – mas que já serviu como base para um produto da Asus e um da Lenovo apresentados na Computex deste ano, segundo reportagem da PC World.

O notebook tem visual inspirado nos cadernos Moleskine e, quando aberto, tem espessura menor que a de um iPhone 8. A ideia da Intel era criar um aparelho prático como um caderno, que o usuário, seja um artista digital ou alguém que toma muitas notas, pudesse simplesmente abrir, sacar uma caneta e começar a usar. É um nicho, é verdade. Porém, Gregory Bryant, vice-presidente sênior e gerente geral do Client Computing Group da Intel, garantiu à PC World que a Asus já demonstrou interesse em abraçar o conceito e criar uma versão própria.

Fora essa versão com tela EPD, a Intel também mostrou um segundo conceito de notebook com dois displays mais tradicionais, ambos de LCD. O modelo sem nome foi desenhado com mais foco em consumo de conteúdo, já que as telas podem funcionar interligadas para mostrar uma mesma janela do Excel, mas estendida, por exemplo.

Os dois conceitos foram apresentados pela Intel em um momento delicado e estratégico para a empresa, que vê seus chips aos poucos perdendo espaço para processadores com arquitetura ARM no ramo dos notebooks. Sua rival, a Qualcomm, anunciou também nesta semana o lançamento do Snapdragon 850, um SoC focado apenas em laptops com Windows 10. A ideia é continuar o plano iniciado no ano passado, quando apresentou os primeiros computadores “Always-Connected”, equipados com seus chips.

A ascensão da arquitetura aparentemente começou a chamar a atenção de grandes fabricantes, o que deve ter acendido um sinal de alerta na Intel. No fim mês passado, especulou-se que a Dell havia começado a trabalhar em um notebook com duas telas e processador da Qualcomm. Mostrar seus dois conceitos de laptops de tela dupla, portanto, pode ter sido uma forma de a Intel responder à “ameaça” no mercado – assim como incluir Asus e Lenovo na lista de parceiros.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ