Joice Hasselmann

Joice Hasselmann quer que PF investigue a deep web após ataque em Suzano

Lucas Carvalho 15/03/2019 17h33
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Deputada pelo PSL de São Paulo deu declaração no Twitter

A deputada federal Joice Hasselmann (PSL-SP), uma das principais lideranças do governo no Congresso Nacional, disse nesta sexta-feira, 15, no Twitter, que a Polícia Federal deveria investigar a deep web.


"A tragédia em Suzano mostrou que precisamos investigar a deepweb, um território livre. O que falta à PF? Treinamento, equipamento, pessoal?", publicou a deputada para seus mais de 300 mil seguidores na rede social.

Reprodução

O comentário de Joice tem a ver com o massacre na Escola Estadual Raul Brasil, em Suzano, na Grande São Paulo. Na quinta-feira, 14, dois jovens atiraram contra alunos e funcionários do colégio, matando cinco estudantes, duas funcionárias e o tio de um deles no caminho até a escola.

O Ministério Público de São Paulo investiga se uma organização criminosa que atua na deep web pode estar envolvida no caso. Segundo o que já foi apurado, os jovens frequentavam o fórum Dogolachan há mais de um ano, e vinham tornando público os planos sobre o atentado. Lá, eles receberam informações de onde conseguir armamento e até dicas táticas de como cometer os assassinatos.

A polícia ainda investiga a motivação dos crimes, porém, se ficar provado que os integrantes do fórum tiveram participação efetiva no ocorrido, eles podem ter de responder pela acusação de organização criminosa, ou até mesmo por participar da chacina, segundo o MP.

-> Deep web: saiba o que é e o que acontece na parte sombria da internet

Fórum Dogolachan

O fórum que era frequentado pelos assassinos é conhecido por reunir pessoas que discutem abertamente assuntos como prática de crimes, violação de direitos humanos, além de racismo e misoginia. A plataforma pode ser encontrada na “Deep Web” e é muito difícil de rastrear qualquer um dos membros justamente pela criptografia utilizada.

Após o ocorrido, a dupla passou a ser tratada como heróis pelos frequentadores do fórum. Alguns ainda disseram que planejam algo parecido. O fórum surgiu em 2013, e está ligado a Wellington Menezes de Oliveira, que matou 12 crianças no Massacre de Realengo.

No fórum, Wellington é tratado como um herói, bem como a dupla de assassinos está sendo tratada agora. Esse fato está levantando outra questão importante: se a necessidade de reconhecimento foi o que motivou a dupla a cometer o ataque à escola.

Polícia Federal na deep web

Mas ao contrário do que sugere a deputada Joice Hasselmann, o terreno da deep web não é exatamente desconhecido para a Polícia Federal do Brasil. Ao longo dos anos, as autoridades já desarticularam diversos sites, facções e quadrilhas que atuavam na parte não indexável da internet.

Em abril de 2018, a PF prendeu dez pessoas em São Paulo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Goiás, Pernambuco, Maranhão e Acre na segunda fase da chamada "Operação #UNDERGROUND", que tinha como objetivo combater a distribuição de imagens e vídeos com pornografia infantil na deep web. Um ano antes, foram presas 21 pessoas como parte da mesma operação.

No caso específico da tragédia em Suzano, porém, a deep web foi usada para que os criminosos planejassem o ataque à escola, e não para a distribuição de pornografia infantil, crime que foi o foco das ações da PF na internet profunda no passado. Não se sabe se a polícia já investiga fóruns desse tipo em busca de casos de terrorismo doméstico há mais tempo.

O Olhar Digital produziu uma reportagem em vídeo sobre as profundezas da Deep Web. Confira logo abaixo.

Deep web
Compartilhe com seus seguidores

Recomendados pra você