Mulher com medo do 5G

Mulher 'alérgica a wi-fi' diz que 5G é um risco de vida para ela

Matheus Luque, editado por Cesar Schaeffer 27/09/2019 09h09
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Rosi Gladwell, de 70 anos, diz que a radiação emitida por ondas eletromagnéticas é a causa de seus problemas de saúde

Fraqueza, falta de ar, inchaço e agulhadas na cara. Para a britânica de 70 anos, Rosi Gladwell, todos esses problemas de saúde ocorrem em função do sinal do wi-fi.


A moradora de Totnes, em Devon, no Reino Unido, já investiu muito dinheiro para se "proteger" da radiação emitida pelo sinal.

Gladwell pagou £400, o equivalente a, aproximadamente, R$2.250, em um saco de dormir especial, feito de prata e cobre. Segundo ela, essa é a única forma de descansar tranquilamente, sem ser afetada pelo wi-fi.

Reprodução

Além do item, a britânica desembolsou £200, o equivalente a R$1.120, em um detector de radiação portátil.

Com a chegada do 5G, Gladwell afirma temer por sua saúde, e até sua vida: "Estou apavorada com o futuro. Até agora, consegui me manter segura por viver no interior, onde as frequências eletromagnéticas são menores, mas se eles introduzirem o 5G, eu não sei o que será do meu futuro". Ela conclui, "é realmente assutador".

Reprodução

Ela se auto-diagnosticou com hipersensibilidade a campos eletromagnéticos, ao perceber que se sentia melhor quando o wi-fi estava desligado. Gladweel passa a maior parte do tempo na casa de sua família, no interior da Espanha, na busca de evitar o temido sinal de wi-fi.

Fonte: Ladbible

Wi-Fi 5G radiação eletromagnético alergia
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você