Pesquisadores criam detector de mentiras online com base em movimentos do mouse

Já existem detectores de mentira capazes de saber quando você está mentindo ao vivo; mas e quando as perguntas e respostas acontecem pela internet? Inusitadamente, é possível detectar mentiras nesse caso também. Pesquisadores italianos publicaram recentemente um estudo que mostra uma maneira de identificar mentirosos online.

Os pesquisadores recrutaram 40 pessoas para responder a um questionário com 32 perguntas pré-estabelecidas em um computador. Metade dos participantes foi orientada a mentir sobre algumas das questões. As perguntas incluíam questões mais diretas, como a data do nascimento, e outras um pouco mais sofisticadas, como o nome de seu signo do zodíaco.

No final, os pesquisadores levantaram um mapa do movimento do mouse dos participantes enquanto eles respondiam as perguntas. O gráfico com esses movimentos pode ser visto abaixo: os diagramas de cima mostram o comportamento dos participantes "honestos", e embaixo estão os "mentirosos". À esquerda, estão as respostas a perguntas simples e, à direita, as das perguntas complexas:

Reprodução

Mouse X9

Como o CNET ressalta, os movimentos do mouse dos "mentirosos" foram muito mais incertos e erráticos do que os dos "honestos". Isso foi ao encontro das expectativas dos pesquisadores, que estimavam que "as pessoas que falam a verdade devem ser capazes de resgatar as respostas (...) mais automaticamente que mentirosos; portanto, suas respostas devem ser mais rápidas, com menos erros e caracterizadas por uma trajetória mais direta do mouse".

Há uma explicação para essa diferença: de acordo com o estudo, mentiras exigem um "esforço cognitivo" maior do que contar a verdade. Esse aumento no esforço cognitivo acaba se refletindo na forma como os usuários movimentam o mouse, "entregando" os mentirosos.

Com base nos dados coletados pela pesquisa, os cientistas conseguiram criar um sistema de inteligência artificial que se tornou um "detector de mentiras online". Ele era capaz de adivinhar com 95% de precisão quando usuários estavam mentindo em questionários online.

Embora seja curioso imaginar que os movimentos do mouse possam revelar mentiras, não se trata da primeira vez que essa ideia aparece. Pesquisadores de segurança relataram em 2016 que era possível usar esses movimentos como uma espécie de "impressão digital virtual" dos usuários. O próprio sistema CAPTCHA (aquele que pede para que você prove que não é um robô) consegue decidir se você é humano ou não com base na maneira como você move e clica seu mouse.





RECOMENDADO PARA VOCÊ