BitTorrent

Proprietária da BitTorrent é acusada de lucrar com pirataria

Victor Pinheiro, editado por Liliane Nakagawa 29/01/2020 21h30
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Dois ex-funcionários apresentaram ação judicial contra a empresa alegando que foram demitidos por expor preocupações em relação a direitos autorais

Uma ação judicial apresentada por dois ex-funcionários da Rainberry Inc. acusa a empresa de lucrar com a violação de direitos autorais e propriedade intelectual. O documento com cerca de 70 páginas ainda relata casos de racismo, ofensas e violência física. A Rainberry Inc. comanda marcas como BitTorrent, TRON e TRX. 


“O réu Justin Sun [proprietário da empresa] e seus subordinados estavam envolvidos em um esquema ilegal de violação de direitos autorais a favor da Rainberry Inc., com o objetivo de lucrar com materiais piratas e outras atividades ilegais”, diz a acusação de Richard Hall e Lukasz Juraszek.

Hall afirma em documento que foi designado para o cargo de Diretor de Produtos Sênior no desenvolvimento do aplicativo de compartilhamento de arquivos BitTorrent File System (BTFS). Ele diz ter avisado seus superiores que usuários poderiam lucrar com a distribuição de conteúdo pirata e inapropriado dentro da plataforma. 

O ex-funcionário relata ainda que suas preocupações fizeram ele ser removido da posição, de modo a não ter mais acesso a informações do produto. Mesmo assim, Hall diz ter contratado uma consultoria de duas empresas especializadas em leis de direitos autorais para analisar o desenvolvimento do BTFS e outro aplicativo chamado BTFS Movie. No entanto, após uma discussão com o Justin Sun, foi determinado o cancelamento da auditoria. Tempo depois, Richard Hall acabou demitido.

Juraszek, por sua vez, diz que acusou a incapacidade da Rasperry de controlar o conteúdo publicado no BTFS. Ele afirma no documento que avisou a companhia sobre a possibilidade de usuários baixarem conteúdo ilegal no aplicativo e sugeriu à companhia consultar advogados antes de finalizar o programa BTMovie, da TRON. 

De acordo com a ação judicial, o ex-funcionário ainda teria realizado uma pesquisa por conta própria na plataforma e teria encontrado vários filmes legendados em chinês. Dentre eles: 'O Rei Leão', 'Godzilla', 'Vingadores: A Guerra Infinita' e 'Uma Vez em Hollywood'. 

A Rasperry demitiu Juraszek pouco tempo depois com a justificativa que o funcionário compartilhou informações da companhia com terceiros.

Fonte: TorrentFreak

Torrent BitTorrent
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você