Chromecast 3

Review da terceira geração do Chromecast: indicado apenas para novos usuários

Alvaro Scola 05/02/2019 06h00
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O Olhar Digital teve a oportunidade de testar o novo aparelho do Google. A,seguir, confira as nossas impressões sobre esta versão do Chromecast, que começa a ser vendida hoje no Brasil.

As Smart TVs têm cada vez mais se popularizado no Brasil, entretanto, quem ainda não quer gastar com este tipo de eletrônico possui algumas alternativas para economizar. Uma delas, por exemplo, fica com o Chromecast, um aparelho que consegue transmitir vídeos e conteúdo de aplicativos do computador ou celular para a televisão.

Por sua vez, a terceira geração do Chromecast finalmente chega ao Brasil e, o Olhar Digital teve a oportunidade de testar este aparelho do Google. A seguir, confira as nossas impressões sobre o novo Chromecast.

Acabamento

Assim como seus antecessores, o Chromecast não apresenta muitas novidades em sua embalagem, tendo exatamente o mesmo conteúdo que era encontrado em sua versão anterior. Desta forma, o seu conjunto é composto do próprio dispositivo Chromecast, um cabo micro USB e sua fonte.

Reprodução

Já no que diz respeito ao visual do aparelho, ele sofreu algumas mudanças. Agora, nele, não são mais vistos aqueles desenhos em alto relevo que remetiam ao ícone do Chrome, tendo em seu lugar uma estampa mais lisa e simples, o que também lhe deixa com um aspecto bonito.

Reprodução

Já nos botões ou funções encontradas no Chromecast em si, ele também segue sem alterações, tendo um botão para resetar suas configurações, uma entrada micro USB para alimentação e um indicador LED para saber se o aparelho está ou não ligado.

Conectividade e instalação

Para conectar o seu Chromecast a televisão é necessário que ela possua uma entrada HDMI. Além dela, também é preciso ter alguma porta USB disponível para fornecer energia ao Chromecast, mas caso não tenha, é possível utilizar a fonte que acompanha o aparelho em seu lugar. Aliás, o seu cabo micro USB é bem longo, então, mesmo que a tomada mais próxima esteja longe, você não deverá ter problemas.

Reprodução

Já para a parte da transmissão o Chromecast possui suporte para aparelhos celulares rodando o Android, iOS (sistema do iPhone) ou computadores com o navegador Chrome instalado. Apesar do suporte a computadores, a sua primeira configuração ainda precisa ser feita utilizando um aparelho com o aplicativo Google Home, que conta com versões para Android e iPhone.

Reprodução

O processo acaba sendo bem simples e pode ser feito em questão de minutos. O Chromecast possui suporte a redes 2.4 e 5 GHz, sendo que na última frequência, a sua transmissão acaba sendo mais estável e possui uma melhor qualidade, assim como está explicado mais abaixo.

Reprodução de conteúdo e desempenho

A exibição de conteúdos no Chromecast se dá através da conectividade que ele possui com seu smartphone ou computador, sendo que assim como seus antecessores, também depende do suporte por parte de aplicativos. Atualmente existem mais de 2.000 aplicativos que já são compatíveis com o dispositivo pelo celular, incluindo serviços populares como o YouTube, Netflix, Spotify, Deezer e outros.

Reprodução

Quando um aplicativo não possui o suporte nativo ao Chromecast, uma alternativa também fica para fazer o espelhamento da tela do celular. Desta forma, ao invés de só mostrar o conteúdo de dentro do aplicativo, qualquer acontecimento na tela do celular é reproduzido na TV. Apesar deste recurso ser bem útil, é preciso dizer que quando o Chromecast é utilizado neste modo, alguns atrasos entre os comandos ficam visíveis na transmissão e chegam a comprometer a qualidade da reprodução do conteúdo.

Já ao utilizar um computador para transmitir algo, é necessário recorrer ao navegador Google Chrome. A partir dele, você pode transmitir o conteúdo de uma guia, a tela inteira do PC ou um vídeo direto para o dispositivo. Em testes realizados pelo Olhar Digital, as transmissões de guias do navegador ocorreram sem problemas, entretanto, ao transmitir a tela do PC ou um arquivo de vídeo, a qualidade não foi a mesma.

Com a tela do PC, os atrasos vistos anteriormente no espelhamento de tela do celular se repetiram, porém, ficaram mais frequentes. Já os conteúdos em vídeo funcionaram bem, mas alguns apresentaram uma tela preta, mesmo possuindo um formato suportado.

Estes testes mencionados acima foram realizados em redes Wi-Fi de 2.4 e 5.0 GHz e, assim como é possível imaginar, a rede de 5GHz trouxe uma transmissão melhor, mas que não ficou livre dos problemas mencionados.

Na terceira geração do Chromecast, uma de suas grandes novidades fica por conta da reprodução de conteúdo em Full HD a 60 quadros por segundo, sendo que o seu antecessor era limitado a 30 quadros por segundo nesta resolução. Quem assiste a filmes e séries pelo dispositivo talvez não perceba a diferença em relação a taxa de quadros por segundo, mas quem o utiliza para assistir streams de jogos ou outros conteúdos poderá notá-la com mais facilidade.

Disponibilidade

O Chromecast da terceira geração está disponível a partir de hoje, 5 de fevereiro de 2019, em lojas varejistas físicas como Magazine Luiza, Lojas Americanas, Fast Shop, Kalunga, Bemol e Havan e também online, nas Americanas.com, Submarino, Magazineluiza.com, entre outros. O preço sugerido pelo Google para o dispositivo é de R$349,00.

Conclusão

Este último modelo do Chromecast, assim como seus antecessores, continua sendo um ótimo dispositivo para dar uma vida nova a televisões mais antigas que não são smart ou que possuem um sistema como o Android TV. No entanto, apesar de seu bom funcionamento, a compra do dispositivo em sua última versão ainda não pode ser indicada para todos os casos.

Em relação ao seu antecessor, o Chromecast da terceira geração está com uma diferença aproximada no preço de R$100,00, sendo que ele não tem recursos novos suficientes que justifiquem a sua compra. Por exemplo, a reprodução de vídeos em Full HD a 60 quadros é bem-vinda, mas quem utiliza o aparelho apenas para séries e filmes talvez não sinta uma grande diferença.

Na parte de conectividade, mais uma vez, não existem novidades, sendo que o processo para o configurar e a lista de aplicativos compatíveis é exatamente a mesma de seu antecessor. Desta forma, o Chromecast da terceira geração pode ser uma boa opção de compra para novos usuários ou para quem tem a primeira edição do produto. Mas quem possui a versão anterior do aparelho ou, quem conseguir encontrá-la em lojas por um preço acessível, estará obtendo um produto mais barato e com praticamente os mesmos recursos.

Google review Chromecast
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você