Senado americano aprova lei para banir Huawei das redes dos EUA

Projeto cria fundo de US$ 1 bilhão para incentivar operadoras a trocarem equipamentos de empresas chinesas por produtos de outros fornecedores

Victor Pinheiro, editado por Liliane Nakagawa 28/02/2020 13h45
Huawei EUA
A A A

Os Estados Unidos deram mais um passo para banir a atuação de empresas chinesas da infraestrutura de telecomunicações do país.


Por unanimidade, o senado americano aprovou, nesta quinta-feira (27), a criação de um fundo monterário de US$ 1 bilhão para operadoras rurais substituírem qualquer equipamento das gigantes chinesas de suas redes.

De acordo com a reportagem do site Politico, o Ato de Redes de Telecomunicações Seguras e Confiáveis deve atingir principalmente a Huawei e a ZTE. Hoje, dezenas de operadoras utilizam produtos das gigantes chinesas devido ao baixo custo dos equipamentos. Com o incentivo, a tendência é que as empresas de telecomunicações substituam os fornecedores.

O projeto, que ainda precisa ser sancionado pelo presidente Donald Trump, não deve encontrar dificuldades. Afinal, o próprio governo americano acusa empresas de tecnologia chinesas, em especial a Huawei, de funcionarem como canais de espionagem para o governo de Xi Jinping.

Em nota, o senador do Mississippi, Roger Wicker, defendeu a proposta. “Ao estabelecer o programa de substituição, essa legislação vai prover segurança significativa para nossas redes de comunicação, bem como conexões mais seguras para os americanos”, disse. O projeto determina que o fundo será administrado pela Comissão Federal de Comunicações (FCC).

O governo dos Estados Unidos também incentiva aliados a banirem a atuação da Huawei em suas respectivas infraestruturas de tecnologia 5G. Recentemente, o Reino Unido ignorou a pressão dos americanos, porém restringiu a operação da gigante chinesa em 35% do mercado.

No Brasil, ainda não há imposições à Huawei. O ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, chegou a afirmar que resistiria à pressão americana, e rumores sugerem que o governo poderá seguir os limites do Reino Unido.

Fontes: Politico /TechCrunch

China Huawei EUA eua x china huawei governo dos eua
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você