Exemplo do Avatarify

Software aberto cria deepfakes em tempo real durante reuniões no Zoom

Rafael Rigues 17/04/2020 15h04
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Diferente de outros geradores de deepfakes, o Avatarify não precisa ser treinado com a imagem alvo e pode funcionar em tempo real, se o PC tiver uma GPU poderosa o suficiente

Imagine a cena: você está conversando com um amigo no Zoom e Elon Musk subitamente entra na conferência, para surpresa de todos. Um deslize do bilionário? Não, apenas uma demonstração de um novo software para deepfakes chamado Avatarify.


Desenvolvido pelo programador Ali Aliev o Avatarify é baseado em um software chamado "First Order Motion Model for Image Animation”, desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Trento, na Itália, e da Snap Inc. (criadora do Snapchat). Assim como outros softwares para deepfakes, ele substitui o rosto de uma pessoa pelo de outra, mas faz isso sem precisar de treinamento prévio com múltiplas imagens do alvo e em tempo real.

“Rodei o First Order Motion Model no meu PC e fiquei surpreso com o resultado. O mais importante é que ele funcionava rápido o bastante para gerar um avatar em tempo real. A criação do protótipo foi uma questão de poucas horas, e decidi me divertir às custas dos colegas com quem faço uma chamada no Zoom toda segunda-feira. E funcionou. Como todos eles são engenheiros e pesquisadores, a primeira reação foi de curiosidade, e logo começamos a testar o protótipo”.

Aliev fez um vídeo em que ele mesmo aparece como Elon Musk. A movimentação do rosto (especialmente a boca) não é muito realista, mas pode ser o bastante para enganar alguém numa aparição rápida.

O Avatarify roda em Linux e pode ser usado com o Zoom ou Skype. Basicamente ele se apresenta como um "dispositivo de captura" (câmera) que pode ser selecionado no app em vez da webcam do PC. O código-fonte está disponível no GitHub, mas ele não é um app pronto para usar.

Você vai precisar de um interpretador Python, do gerenciador de pacotes Conda 3.7 ou superior e de uma GPU poderosa com suporte a CUDA, já que os requisitos de hardware são bastante altos. Uma GPU GeForce 1080 Ti consegue gerar 33 quadros por segundo, mas um Macbook Pro 2018, sem GPU dedicada, consegue apenas um quadro por segundo.

Segundo Aliev, o Avatarify “certamente requer um PC gamer poderoso para rodar bem, mas acreditamos que a otimização para notebooks é apenas uma questão de tempo. Ele permite que as pessoas se divirtam um pouco enquanto estão trancadas em casa”, diz.


Fonte: Motherboard

Skype Código Aberto open source elon musk zoom Deepfake
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você