nicolás maduro

Twitter suspende contas institucionais do regime de Nicolás Maduro

Vinicius Szafran, editado por Matheus Luque 08/01/2020 17h04
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Mais de 20 perfis foram desativados na noite de ontem (7); algumas contas já foram reativadas

O Twitter suspendeu mais de 20 contas institucionais ligadas ao governo da Venezuela, alegando que os perfis violaram as regras da rede social. A suspensão aconteceu na noite de terça-feira (7) e, no momento, algumas delas já foram retomadas.


Dentre as contas suspensas, estão os perfis de instituições das Forças Armadas e do Banco Central da Venezuela, assim como a conta de imprensa institucional do país e os perfis de alguns governadores locais. O perfil pessoal de Nicolás Maduro não foi afetado.

O Twitter não informou os motivos exatos das suspensões. O aviso nas contas diz apenas que elas violaram as "regras de uso" da plataforma. As contas de imprensa da presidência (@PresidencialVen) e do Banco Central (@BCV_ORG_VE) estão entre os perfis que voltaram a funcionar.

Até a tarde desta quarta-feira (8), páginas ligadas ao Ministério da Defesa (@mppd_fanb) e às Forças Armadas Bolivarianas (@armadafanb) ainda estavam bloqueadas.

Os bloqueios aconteceram em meio à disputa entre chavistas e opositores pelo comando da Assembleia Nacional. Em uma sessão sem quórum e com a oposição impedida de entrar no plenário, deputados governistas elegeram Luis Parra como o novo presidente do Parlamento no fim de semana.

Já nesta terça, o líder da oposição, Juan Guaidó, furou o bloqueio das forças chavistas e conseguiu entrar na Assembleia Nacional, prestando juramento novamente como presidente da Casa e chefe de Estado interino da Venezuela.

Entre as várias regras listadas pelo Twitter que, quando quebradas, podem acarretar na suspensão de uma conta, estão:

  • Violência
  • Terrorismo ou extremismo
  • Exploração sexual de menores
  • Abuso ou assédio
  • Suicídio ou automutilação
  • Mídia sensível, incluindo violência explícita e conteúdo adulto
  • Produtos ou serviços ilegais ou regulamentados
  • Publicação de informações privadas de outras pessoas
  • Spam e manipulação
  • Falsa identidade
  • Conduta ou propagação de ódio
  • Nudez não consensual
  • Publicidade de terceiros em vídeo
  • Integridade nas eleições
  • Direitos autorais e marca registrada

Via: Jornal do Brasil

Twitter Governo bloqueio Venezuela maduro contas
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você