Moto elétrica Uber e Cityscoot

Uber agora oferece compartilhamento de motos elétricas em Paris

Henrique Freitas, editado por Cesar Schaeffer 16/10/2019 16h10
Compartilhe com seus seguidores
A A A

Aplicativo ganha mais uma opção de mobilidade na capital francesa, em parceria com a startup Cityscoot

A Uber anunciou, nesta semana, a adição de motos elétricas ao seu aplicativo em Paris. A partir de novembro, 4 mil ciclomotores operados pela startup francesa Cityscoot poderão ser reservados pelo aplicativo da gigante de mobilidade, com pagamento direto pela plataforma.


Com esta novidade, Paris será a cidade com o maior conjunto de opções de mobilidade da Uber. Recentemente, a plataforma também implementou uma integração com serviços de transporte público na cidade. Além de carros, patinetes e bicicletas, as motocicletas serão exibidas na tela inicial e na lista de opções após o usuário inserir seu destino.

A parceria com a Cityscoot chega em momento oportuno para a Uber, que procura se transformar em um aplicativo de mobilidade absoluto nas grandes cidades, além de controlar suas enormes perdas de caixa. O preço para andar em uma motocicleta da startup francesa ainda será de US$ 0,29 centavos por minuto, com pagamento gerenciado automaticamente no aplicativo da Uber.

A gigante norte-americana explica que a iniciativa não vai roubar o espaço de seus outros serviços de transporte. Estima-se que os patinetes atendam a viagens muito curtas, com média de 2 km ou menos; as bicicletas, a corridas de aproximadamente 3 km, e as motos elétricas, a distâncias de 4 km ou mais.

Com força em Paris

O CEO da Cityscoot, Bertrand Fleurose, vê a parceria rendendo frutos para os dois lados. "Nossa parceria com a Uber complementa sua oferta e nos permite obter mais visibilidade entre sua ampla base de passageiros. Com a conveniência e facilidade de uso das nossas motos, acredito que isso resultará em viagens adicionais", afirma em comunicado. A startup levantou cerca de US$ 50 milhões em uma rodada de captação de recursos no ano passado.

Após um longo período de instabilidade na capital francesa, a Uber conseguiu fazer de Paris o ponto central para seu crescimento na Europa. A empresa anunciou, em 2018, a construção de um centro de pesquisa e desenvolvimento na cidade, o primeiro localizado fora da América do Norte. A agregação de diversas opções de mobilidade na plataforma também caminha neste sentido.

Fonte: The Verge

transporte Mobilidade uber patinetes elétricos mobilidade urbana motoristas França Bicicleta elétrica
Compartilhe com seus seguidores
Compras na Internet? Para aproveitar as melhores ofertas, baixe a nova extensão do Olhar Digital. Além da garantia do melhor preço, você ainda ganha descontos em várias lojas. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você