Viúva de Jobs tentou barrar filme sobre o fundador da Apple

Laurene Powell Jobs, viúva do cofundador da Apple, tentou várias vezes matar o filme “Steve Jobs”, que tem Michael Fassbender no papel de seu falecido marido.

Segundo fontes ouvidas pelo Wall Street Journal, Laurene tentou persuadir várias partes envolvidas com a produção, incluindo a Sony, que desenvolveu o roteiro mas repassou os direitos para a Universal.

Por outro lado, o produtor Scott Rudin disse ao jornal ter procurado a esposa de Jobs para que ela se envolvesse com o filme, algo que o outro cofundador, Steve Wozniak, aceitou fazer por US$ 200 mil. “Ela se recusou a discutir qualquer coisa no roteiro de Aaron [Sorkin] que a incomodasse, apesar das minha repetidas tentativas”, afirmou.

Sorkin tomou como base a biografia escrita por Walter Isaac. O livro foi um sucesso de vendas, mas também incomodou alguns conhecidos mais próximos de Jobs, entre eles o atual CEO da Apple, Tim Cook. O executivo, aliás, recentemente se mostrou irritado com os filmes sobre o antigo chefe, que chamou de oportunistas (relembre).

Em setembro, o filme foi mostrado em festivais e saiu com avaliações positivas. O público em geral poderá assisti-lo a partir desta sexta-feira, 9, quando será a estreia nos Estados Unidos.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ