Youtube Kids

YouTube cria novo site para crianças após críticas

Bruna Lima, editado por Cesar Schaeffer 30/08/2019 10h08
Compartilhe com seus seguidores
A A A

O site está sendo investigado por violar a Lei de Proteção à Privacidade Online das Crianças dos EUA, e agora lança uma versão online do seu app YouTube Kids

Depois de ser duramente criticado e investigado por exibir vídeos inadequados para crianças em seu site principal, o YouTube anuncia um projeto exclusivo para crianças. O novo espaço será uma versão online do aplicativo YouTube Kids. Segundo comunicado oficial da empresa, o novo serviço já deve entrar no ar neste fim de semana.


O YouTube contou que o aplicativo e o site Kids receberão novas categorias para diferentes idades. A "Pré-escola" será para crianças de 4 anos ou menos. "Mais jovem" é para as idades de 5 a 7 anos e "Mais velho" é para as crianças entre 8 e 12 anos. "Sabemos que o ótimo conteúdo para uma criança de 4 anos pode não ser o mesmo para uma criança de 10 anos, e é por isso que queremos que os pais escolham o conteúdo certo para seus filhos no YouTube Kids”, disse a empresa.

A plataforma de vídeos foi criticada por permitir que conteúdos inapropriados, enganosos e às vezes violentos se espalhassem em seu serviço. Durante anos, os responsáveis não resolveram o problema e optaram por buscar metas agressivas de "engajamento" dos espectadores.

Os vídeos segmentados para crianças têm sido problemáticos, principalmente porque o YouTube não analisa manualmente todos os clipes e seu software não identifica facilmente qual conteúdo é realmente adequado para os jovens espectadores.

A Federal Trade Commission (FTC) está investigando se a plataforma violou a Lei de Proteção à Privacidade Online das Crianças (COPPA). A agência governamental chegou a um acordo com a empresa, mas não divulgou os termos. Para satisfazer os reguladores, o YouTube planeja encerrar anúncios "segmentados" em vídeos para crianças.

Na quarta-feira, o YouTube alertou os pais de que ainda não será possível detectar todos os vídeos inadequados. "Nossos sistemas trabalham arduamente para excluir o que não for adequado para cada uma dessas categorias de idade, mas nem todos os vídeos foram revisados "manualmente", afirmou a empresa. "Se você encontrar algo inapropriado que perdemos, poderá bloqueá-lo ou sinalizá-lo para uma revisão rápida”.

Via: Bloomberg

Youtube crianças Youtube Kids
Compartilhe com seus seguidores
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você