Apple compra startup especializada em realidade virtual Spaces

Empresa adquirida começou como um projeto da DreamWorks Animation oferecendo experiências de realidade virtual de mundo aberto

Da Redação, editado por Fabiana Rolfini 26/08/2020 12h31
VR
A A A

Apple adquiriu a Spaces, startup especializada em realidade virtual. A informação, publicada originalmente pelo site Protocol, não foi confirmada diretamente pelas empresas, mas a nova subsidiária da Maçã publicou um agradecimento aos usuários, informando que está “partindo em uma nova direção”.


A Spaces começou como um projeto da DreamWorks Animation oferecendo experiências de realidade virtual de mundo aberto. Seu primeiro produto foi um jogo baseado no game Terminator para mais de quatro jogadores, o que fez com que a empresa ganhasse notoriedade no mercado.

Mas o diferencial da empresa no ramo de realidade virtual é o escaneamento da face usado para fazer com que a jogatina fique ainda mais imersiva e realista. Uma câmera escaneia a sua face e usa esses dados para inserir seu rosto em um avatar escolhido, fazendo com que quem esteja jogando tenha a sensação de jogar com pessoas do mundo real.

A experiência não é 100% fidedigna, mas deixa ainda mais próxima da realidade uma experiência que pode muitas vezes ser mais artificial do que gostaríamos.

memoji.jpg

Aquisição da Spaces pode fazer com que os memojis fiquem mais realistas. Imagem: Shutterstock

Quando a pandemia da Covid-19 começou, a empresa teve que parar com os seus serviços físcos e mudou suas operações para o virtual, disponibilizando uma ferramenta na internet que gerava um avatar próximo da sua aparência e que poderia ser utilizado em videoconferências. A iniciativa, apesar de interessante, não gerou resultados suficientes para que a empresa conseguisse se manter da mesma forma que antes.

Não faltam motivos para a Apple ter feito esta aquisição, dado seu interesse em escaneamento facial e também nos recursos do memoji. A Maçã pode tanto usar o conhecimento e tecnologia da Spaces para melhorar o que ela já tem em seu portfólio de realidade virtual ou pode até fazer do recurso de videochamadas algo exclusivo para o FaceTime. Outra possibilidade é o aprimoramento do reconhecimento facial pelo Face ID, já que os iPhones não contam mais com sensores de digitais.

Fonte: Engadget

 

Apple Tecnologia inovação realidade virtual vr óculos realidade estendida
Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.

Recomendados pra você