Fundador da Oculus explica por que o Rift custa US$ 600

o Oculus Rift, dispositivo de realidade virtual do Facebook, entrou ontem em pré-venda por US$ 600. O preço ficou bem distante do que Palmer Luckey, o fundador da Oculus, havia previsto anteriormente: em entrevistas ao longo de 2015, ele estimava que o equipamento custaria "cerca de US$ 350".

Ontem, no entanto, Luckey participou de uma sessão de perguntas e respostas pelo Reddit e, durante a rodada, falou sobre essa questão. Resumidamente, ele admitiu ter errado em sua estimativa, mas também revelou que a empresa mudou de estratégia no meio do processo de desenvolvimento do Rift.

Preço surpresa

Para se usar o Oculus Rift, é necessário também possuir um computador de potência considerável, e Luckey avaliou que boa parte dos usuários interessados no Rift precisariam comprar um computador também. Dessa forma, ele estimou em US$ 1500 o custo inicial para um usuário interessado no produto (referente ao Rift, mais um computador capaz de suportá-lo).

Segundo o fundador da empresa, porém, essa declaração fez com que alguns sites noticiassem que o Rift - apenas o óculos - custaria US$ 1500, o que não era verdade. Luckey se viu então motivado a oferecer um valor mais interessante para o público.

Além disso, porém, o fundador da Oculus também admitiu que a empresa mudou sua estratégia para o Rift enquanto o desenvolvia. Inicialmente, o plano era criar um dispositivo acessível de realidade virtual. No entanto, ao longo do processo, eles perceberam que era mais interessante oferecer uma experiência impecável aos usuários por um preço maior, do que lançar um produto de qualidade menor, mas com preço mais acessível.

Mercado novo

Em parte, Luckey considerou essa a melhor estratégia para o Rift porque ele será um dos primeiros equipamentos de realidade virtual a entrar no mercado. Será por meio dele que muitos usuários terão seu primeiro contato com a tecnologia e, por isso, é importante que essa primeira experiência seja positiva, para que o mercado de realidade virtual possa se firmar.

Luckey explicou também que o custo principal do Rift vem das duas telas OLED feitas sob medida para o equipamento, do sistema de rastreamento ultra-preciso do dispositivo de "ajustes ópticos de ponta que são mais complexos de se fabricar do que muitas câmeras DSLR de ponta". Com isso, ele considera que o valor de US$ 600 dá ao usuário uma tecnologia mais avançada do que smartphones ou TVs por esse mesmo preço.

O preço elevado do dispositivo, no entanto, não parece ter impactado muito negativamente suas vendas. O produto teve uma procura tão grande desde que a pré-venda começou que sua data de entrega já foi adiada.

Você faz compras Online? Não deixe de conferir a nova extensão do Olhar Digital que garante o preço mais baixo e ainda oferece testadores automáticos de cupons. Clique aqui para instalar.




RECOMENDADO PARA VOCÊ